Especialista explica como lidar com impactos do verão

Especialista explica como lidar com impactos do verão

O tempo seco e a exposição ao calor do verão podem causar problemas graves, como doenças gastrointestinais e dermatológicas, se não forem prevenidos. Pensando nisso, o Laboratório Teuto alerta para os cuidados com a pele e com o intestino nesta estação do ano. 

Segundo previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o verão de 2024 deve estar entre os três mais quentes da história. A combinação de sol intenso, umidade excessiva e locais movimentados, cria um ambiente propício para o surgimento de problemas dermatológicos.

Magali Tamas, farmacêutica e supervisora da empresa, explica como a hidratação da pele pode ser um diferencial para combater as consequências do calor intenso, que diminui a quantidade de água corporal. “O ressecamento e desidratação da pele traz rachaduras e isso prejudica esteticamente e também a saúde da pele. Hidratantes corporais podem auxiliar nessa hidratação”, afirma a farmacêutica.

Outra complicação que surge com a chegada do verão são os problemas gastrointestinais. Como explica Magali: “As infecções podem ser causadas pela proliferação dos microrganismos, facilitada pelo aumento da temperatura, conservação inadequada dos alimentos, tratamento inadequado da água e aglomeração de pessoas em áreas comuns”.

A farmacêutica exemplifica maneiras de prevenir e combater esses problemas. Para ela, a higiene básica e o fortalecimento da flora intestinal são essenciais. “A importância de lavar as mãos regularmente, realizar a higienização dos alimentos e garantir a hidratação do corpo por meio do consumo regular de água tratada é crucial. Reforçar a saúde da flora intestinal com a incorporação de probióticos, como Flobac Pro, é outra estratégia que pode contribuir para a prevenção e combate de quadros de infecção intestinal”, complementa a farmacêutica. 

Faça mais pelo seu site