Sandra Mara agradeceu às pessoas pelo apoio que ela e a família receberam durante sua internação; é a primeira vez que ela fala sobre o caso

A esposa do personal trainer que agrediu o ex-morador de rua Givaldo Souza, de 48 anos, se manifestou pela primeira vez após receber alta do Hospital Universitário de Brasília. Sandra Mara, de 33 anos, usou as redes sociais para agradecer às pessoas pelo apoio que ela e a família receberam após o suposto caso de estupro.

“Fui vítima de chacotas, humilhações em rede nacional. Fui tachada como uma mulher qualquer, uma mulher promíscua, uma mulher com fetiches, uma traidora”, escreveu em uma postagem nas redes sociais nesta quarta-feira (27). “Eu sempre soube que vivemos numa sociedade desigual, mas eu não escolhi ter um surto, eu não escolhi ter sido humilhada, eu não escolhi ter minha vida exposta e devastada”, arrematou.

Sandra diz ainda que levou o caso à Justiça e que vai “lutar pelos direitos das mulheres”. “Nunca faltei com respeito com ninguém e não merecia ser tratada como uma qualquer, e, principalmente, ter sido usada como objeto de prazer durante delírios e alucinações que confundiram minha mente e me colocaram num contexto nojento e sórdido”, finalizou.

Entrevista de Sandra Mara mulher do personal de Brasilia que ficou com mendigo

veja aqui o vídeo

Fonte: