Camisa Verde e Branco Abre Desfiles com Homenagem a Adriano Imperador e Susto na Avenida

Adriano Imperador no Desfile da Camisa Verde e Branco na primeira noite do Anhembi Imagem: Mariana Pekin/UOL

A primeira noite de desfiles no Sambódromo do Anhembi foi marcada pela grandiosidade da Camisa Verde e Branco, que abriu as festividades com um enredo emocionante, intitulado “Adenla – O imperador nas terras do rei”. A agremiação trouxe uma celebração à cultura africana e ao ex-jogador de futebol Adriano Imperador, envolvendo história, futebol e símbolos de resistência.

História e Futebol em Sintonia

O desfile da escola destacou figuras como Oxóssi, Piye (primeiro faraó negro), o imperador Mansa Musa (considerado o homem mais rico do século 14) e o renomado Adriano Imperador. Cada personagem foi apresentado como exemplo de resistência negra, conectando a trama à “africanidade”, “ancestralidade” e “memória genética” da Camisa Verde e Branco.

Recepcionando a Estrela do Desfile

Adriano Imperador, estrela da noite, foi calorosamente recebido na avenida, recebendo aplausos de foliões e funcionários. Sua participação trouxe momentos de descontração, como quando ele brincou ao subir em um carro alegórico com uma empilhadeira, gerando risos e descontração entre o público.

Susto na Avenida e Pronto Atendimento

Entretanto, a alegria foi interrompida por um susto na ala das baianas, onde uma mulher desmaiou durante o desfile. Rápida intervenção dos bombeiros garantiu seu pronto atendimento, e ela deixou a avenida caminhando após o ocorrido. O UOL entrou em contato com a escola para obter mais detalhes sobre o incidente.

Problemas e Superação na Concentração

Na concentração, a escola enfrentou contratempos com a manobra de um dos carros alegóricos. Apesar disso, o veículo atravessou a avenida sem maiores problemas, demonstrando a habilidade e profissionalismo da equipe da Camisa Verde e Branco.

10.fev.2024 – Desfile da Camisa Verde e Branco na primeira noite do Anhembi Imagem: Mariana Pekin/UOL

Luxo e Opulência nas Cores da Realeza

A agremiação optou por uma paleta dourada e verde para representar a realeza e opulência dos personagens homenageados. Diversas alas evidenciaram o poder de Oxóssi, a riqueza de Mansa Musa, a força do cabelo black power e o sucesso de Adriano Imperador nos gramados.

Rainha de Bateria e Desistência de Gracyanne Barbosa

A estudante de direito Sophia Ferro, filha da presidente Erica Ferro, brilhou como rainha de bateria com uma fantasia avaliada em R$ 15 mil. Gracyanne Barbosa, madrinha de bateria, desistiu de desfilar devido a uma lesão no tendão.

Desfile Histórico para a Camisa Verde e Branco

O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Alex Malbec e Jessika Barbosa, encerrou o desfile com exaustão e felicidade, destacando a energia indescritível de desfilar e defender o pavilhão da escola. Fundada em 1953, a Camisa Verde e Branco retorna ao Grupo Especial após doze anos, reforçando sua posição entre as grandes do Carnaval paulistano, com nove títulos conquistados.

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil