dom. abr 14th, 2024

Bloco do Boizão celebra 90 anos de tradição e história com mais de 25 mil foliões em Porto Ferreira

By Thiago Michelasi fev15,2024
O Bloco do Boizão, uma das mais tradicionais expressões carnavalescas de Porto Ferreira, celebrou noventa anos de folia com um desfile emocionante, que atraiu mais de 25 mil foliões pelas ruas da cidade. Fundado em 1934 por um grupo de ferroviários visionários, incluindo nomes como Florisbelo David, Picolino, Sai Cedo, Antonio Martins (pai), Leodobino, Coimbrão, entre outros colaboradores da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, o Boizão tornou-se um ícone inconfundível do Carnaval de rua ferreirense.
José Américo da Silva Filho, assumindo a liderança do bloco cinco anos após sua fundação, desempenhou um papel fundamental na preservação da tradição, permanecendo como líder por várias gerações até seu falecimento em 2010. Sob sua liderança, o Boizão manteve-se soberano, desempenhando um papel crucial na cultura popular e servindo de inspiração para o surgimento de outros blocos que também deixaram sua marca na história.
A história do Bloco do Boizão remonta aos dias em que os ferroviários chegaram a Porto Ferreira para a construção das ferrovias e perceberam a ausência de uma tradição carnavalesca na cidade. A ideia brilhante de criar um boi de bambu coberto por lona surgiu, dando início a uma tradição que agora perdura por nove décadas.Ao longo dos anos, o Boizão foi enriquecido com a adição de personagens memoráveis, como a Nega Maluga, a Garrafinha e o Porquinho. Atualmente, o Porquinho e a Nega Maluca ainda desfilam, mantendo viva a essência das origens do bloco.
A Associação Carnavalesca Ferreirense Bloco do Boizão, liderada pelo atual presidente Édson Kannov, desempenha um papel crucial na preservação e continuidade dessa tradição. As armações do boi, confeccionadas com bambu e hoje cobertas por pano preto, permanecem fiéis às raízes do bloco, preservando a autenticidade desde sua fundação.Durante os dias de Carnaval, o Boizão conquistou a atenção e o entusiasmo de mais de 25 mil pessoas, que se aglomeraram nas ruas para acompanhar a figura imponente do boi, sendo conduzido por foliões animados. A tradição de simular toradas, onde as pessoas “fogem” do boi, é um dos momentos mais aguardados pelos participantes.Ao completar noventa anos de história, o Boizão é uma tradição que transcende gerações, marcando o Carnaval de rua ferreirense com sua originalidade e alegria contagiante. Em meio às comemorações, Édson Kannov expressou sua gratidão: “É uma honra para nós que trabalhamos o ano todo para que isso acontecesse. Para nós, é um sentimento de dever cumprido! Noventa anos de Carnaval, noventa anos de boi, quantos presidentes já passaram por aqui. E queremos logo comemorar os 100 anos.”Luis Traldi, diretor do Boizão, compartilhou o sentimento de dever cumprido e agradeceu a toda a organização. “Estamos saindo daqui de dever cumprido. Gratidão a toda população que nos apoia, e vamos continuar a caminhada que é longa.”Ao encerrar as festividades, Kannov, em uma entrevista para Thiago Michelasi do Tô Na Fama! da Rede TV!, agradeceu a sua diretoria e a todos os envolvidos, destacando o apoio de toda organização, dos 64 patrocinadores, da Prefeitura, da Câmara, da Secretaria de Cultura, da Polícia Militar, da Guarda Municipal, dos seguranças e da população em geral. “Foi tudo maravilhoso”, concluiu ele, montado no Boizão, comemorando com êxito os 90 anos do bloco com alegria e tradição.
Saiba mais sobre o Bloco do Boizão através do Instagram: @bloco_doboizao

Veja também: