Com Pulisic, Gregg Berhalter Anuncia Escalação da Seleção dos EUA para a Copa América

Christian Pulisic Foto: Imagens Getty

Veja convocação dos Estados Unidos para a Copa América

Christian Pulisic Foto: Imagens Getty

Não houve surpresas na convocação da seleção dos EUA para a Copa América. Gregg Berhalter anunciou uma lista composta basicamente pelos jogadores de sempre, com a presença confirmada de Christian Pulisic, destaque do AC Milan.

A definição do elenco ocorreu após os amistosos contra Colômbia e Brasil, nos quais Timmy Tillman foi cortado, dando lugar a Josh Sargent. Sargent, que estava em dúvida devido a uma lesão no pé sofrida pelo Norwich City, se recuperou a tempo e está pronto para contribuir no torneio. Berhalter espera que a equipe repita o bom desempenho do empate contra o Brasil, ao invés da derrota para a Colômbia.

Expectativas Altas

Os EUA iniciam sua campanha no dia 23 de junho contra a Bolívia, no Grupo C, que também conta com Uruguai e Panamá. Este é o último grande torneio antes da Copa do Mundo de 2026, para a qual a USMNT já está classificada. As expectativas são altas, e Berhalter terá a responsabilidade de preparar o time para enfrentar adversários difíceis.

Lista de Convocados

GOLEIROS (3): Ethan Horvath (Cardiff City/WAL), Sean Johnson (Toronto FC/CAN), Matt Turner (Nottingham Forest/ENG).

DEFENSORES (9): Cameron Carter-Vickers (Celtic/SCO), Kristoffer Lund (Palermo/ITA), Mark McKenzie (Genk/BEL), Shaq Moore (Nashville SC), Tim Ream (Fulham/ENG), Chris Richards (Crystal Palace/ENG), Antonee Robinson (Fulham/ENG), Miles Robinson (FC Cincinnati), Joe Scally (Borussia Mönchengladbach/ALE).

MEIOS DE CAMPO (7): Tyler Adams (Bournemouth/ENG), Johnny Cardoso (Real Betis/ESP), Luca de la Torre (Celta Vigo/ESP), Weston McKennie (Juventus/ITA), Yunus Musah (AC Milan/ITA), Gio Reyna (Nottingham Forest/ENG), Malik Tillman (PSV Eindhoven/NED).

ATACANTES (7): Brenden Aaronson (Union Berlin/GER), Folarin Balogun (Monaco/FRA), Ricardo Pepi (PSV Eindhoven/NED), Christian Pulisic (AC Milan/ITA), Josh Sargent (Norwich City/ENG), Tim Weah (Juventus/ITA), Haji Wright (Coventry City/ENG).

Todos os Olhos em Tyler Adams

Tyler Adams, que jogou apenas 14 minutos nos amistosos, é uma incógnita em termos de participação no torneio. Com a USMNT enfrentando seu adversário mais difícil, o Uruguai, no último dia da fase de grupos, Berhalter poderá poupar Adams nas partidas iniciais. Johnny Cardoso e Yunus Musah são opções para substituir Adams, mas a habilidade defensiva dele é incomparável e essencial para a equipe.

Desafios e Incertezas

Apesar da estabilidade na convocação, com 18 dos 26 jogadores tendo participado da Copa do Mundo de 2022, há várias incertezas. Tim Weah, Yunus Musah e Gio Reyna tiveram pouco tempo de jogo em seus clubes recentemente. Joe Scally enfrenta seu primeiro torneio como titular na lateral direita, e há dúvidas sobre a formação do meio-campo caso Adams não esteja 100%. O sucesso da USMNT dependerá da coesão e da estratégia de Berhalter em utilizar os jogadores nas melhores posições.

Desempenho Coletivo

Para superar as oitavas de final, a USMNT precisará de um desempenho coletivo consistente. Berhalter deve garantir que a equipe alcance seu potencial máximo, aproveitando a experiência e o talento dos jogadores. A preparação adequada e a execução tática serão cruciais para enfrentar os desafios da Copa América e se preparar para a Copa do Mundo de 2026.

Com a convocação definida e os desafios à frente, a seleção dos EUA está pronta para encarar a Copa América com foco e determinação, visando alcançar um desempenho que traga confiança para o futuro do futebol americano.