Copa do Mundo: Qual o preço dos jogadores da seleção brasileira? E qual o mais caro?

Brasil enfrenta os Estados Unidos, nesta quarta-feira (12), no último amistoso antes da Copa América 2024

Vini Jr e Endrick vão disputar a Copa América Foto: CBF

O Brasil enfrenta os Estados Unidos nesta quarta-feira (12), no último amistoso antes da Copa América 2024. A partida marca a última oportunidade para o técnico Dorival Júnior testar a equipe antes do torneio continental. A convocação brasileira reúne jogadores de renome internacional, muitos dos quais recebem salários astronômicos no futebol europeu. Mas afinal, quem é o jogador mais bem pago da Seleção Brasileira?

O jogador mais caro da seleção

Segundo o site Capology, especializado em finanças esportivas, o jogador mais bem remunerado da seleção é Vinícius Júnior, o Vini Jr, do Real Madrid. O atacante fatura impressionantes € 20,8 milhões (cerca de R$ 122 milhões) por ano, o que equivale a um salário mensal na casa dos R$ 10 milhões. Vini Jr, que se destacou no cenário mundial pela sua habilidade e velocidade, tem sido uma peça-chave tanto para seu clube quanto para a Seleção Brasileira.

Salários milionários: quem são os outros astros?

Além de Vini Jr, outros jogadores da seleção também recebem salários milionários:

  1. Marquinhos (PSG) – € 16,8 milhões por ano (R$ 98 milhões)
  2. Éder Militão (Real Madrid) – € 14,6 milhões por ano (R$ 85 milhões)
  3. Rodrygo (Real Madrid) – € 12,5 milhões por ano (R$ 73 milhões)
  4. Raphinha (Barcelona) – € 12,5 milhões por ano (R$ 73 milhões)
  5. Gabriel Martinelli (Arsenal) – € 10,9 milhões por ano (R$ 64 milhões)
  6. Bruno Guimarães (Newcastle) – € 9,7 milhões por ano (R$ 57 milhões)

Impacto na preparação para a Copa América

A presença de jogadores com salários tão elevados na seleção não só eleva o nível técnico da equipe, como também aumenta as expectativas para o desempenho do Brasil na Copa América. A questão dos altos salários reflete a valorização e o prestígio dos atletas brasileiros no futebol internacional. Com isso, a seleção entra na competição com um status de favorita, e a responsabilidade de corresponder às expectativas dos torcedores e especialistas.

Quem paga os salários durante a Copa América?

Durante a Copa América, os salários dos jogadores continuam sendo pagos pelos clubes empregadores. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) possui um acordo de prestação de serviço com os jogadores, mas não é responsável pelo pagamento dos salários. A CBF pode, no entanto, oferecer premiações e bônus em dinheiro como forma de incentivo adicional para os atletas.

O cenário do futebol brasileiro

Enquanto os jogadores que atuam na Europa têm seus salários divulgados e conhecidos, os quatro jogadores que atuam no Brasil – Rafael, Bento, Arana e Endrick – não tiveram seus vencimentos revelados pelo site Capology. Isso mostra uma diferença na transparência salarial entre o futebol europeu e o brasileiro, embora todos sejam igualmente importantes para a seleção.

Expectativas para o amistoso contra os Estados Unidos

O amistoso contra os Estados Unidos será crucial para avaliar a forma atual dos jogadores e testar a dinâmica da equipe. Com uma seleção composta por alguns dos jogadores mais caros do mundo, espera-se um desempenho de alto nível. Esta partida servirá como um termômetro para medir a capacidade da seleção de se adaptar e enfrentar diferentes estilos de jogo, preparando-se adequadamente para a Copa América.

Conclusão

O Brasil chega à Copa América com um elenco de estrelas cujo valor no mercado é elevado, refletindo o talento e a habilidade dos jogadores. Vinícius Júnior lidera como o jogador mais bem pago, mas todos os convocados trazem consigo a responsabilidade de representar o país e buscar o título. A preparação e os últimos ajustes contra os Estados Unidos serão fundamentais para a busca pela glória no torneio continental.