Organização Mundial da Saúde já autorizou o uso emergencial de cinco imunizantes, sem incluir até o momento a Coronavac

Vacina contra Covid-19 Foto: NELSON ALMEIDA / AFP

As vacinas atualmente disponíveis e aprovadas são, até o momento, eficazes contra “todas as variantes do coronavírus” – afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quinta-feira (20), fazendo um apelo para a continuidade de ações prudentes frente à Covid-19. A OMS aprovou até o momento os seguintes imunizantes para uso emergencial: Pfizer/Biontech; Astrazeneca/Oxford (incluindo a produzida na Índia), Janssen, Sinopharm e Moderna (veja aqui).

Apesar da melhora da situação sanitária na Europa, a Covid-19 ainda não permite retomar de maneira segura as viagens internacionais por “uma ameaça persistente e por novas incertezas”, advertiu o diretor da OMS para a Europa, Hans Kluge.

“É uma ameaça imprevisível”, afirmou Catherine Smallwood, responsável pelas situações de urgência da OMS na Europa. “A pandemia não terminou”, frisou.

Segundo dados da instituição, no conjunto da região (que alcança até uma parte da Ásia Central), o número de novos casos caiu 60% em um mês, passando de 1,7 milhão em meados de abril para 685.000 na semana passada.

“Estamos na direção certa, mas temos de nos manter vigilantes (…) O aumento da mobilidade, das interações físicas e das reuniões pode levar a um aumento da transmissão na Europa”, insistiu o diretor regional, lembrando que as viagens essenciais permanecem autorizadas.

A redução das restrições sociais precisa acontecer em paralelo a um aumento da detecção, do rastreamento e da vacinação.

“Não há risco zero”, frisou Kluge. “As vacinas são, talvez, uma luz no fim do túnel, mas não podemos nos deixar cegar por esta luz”, completou.

Fonte: O Tempo