Share

Críticas de Flávio Dino às urnas e sistema eleitoral brasileiro viralizam nas redes; veja tweets

Ministro da Justiça e Segurança Pública apontou fragilidades e suscetibilidade a fraudes em diversas ocasiões

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB), tem sido alvo de polêmicas nas redes sociais devido às suas críticas contundentes às urnas eletrônicas e ao sistema eleitoral brasileiro. Em diferentes momentos, Dino destacou a fragilidade das urnas, chamando-as de “extremamente inseguras e suscetíveis a fraudes”, e chegou até a mencionar a existência de uma suposta comprovação científica nesse sentido.

Entre os anos de 2009 e 2014, período que engloba tanto sua derrota nas eleições para o Governo do Estado quanto sua vitória para o primeiro mandato no comando do Executivo Estadual, o ex-governador do Maranhão fez ataques ao sistema eleitoral em pelo menos cinco ocasiões, conforme levantamento realizado pelo Imirante.



No cenário político atual, em que críticas ao sistema eleitoral têm sido interpretadas como “ataque à democracia”, as declarações de Dino se tornam ainda mais relevantes. É importante lembrar que o próprio Dino foi defensor da condenação imposta ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que mostra a complexidade das relações políticas em torno desse tema.

Em julho de 2012, após perder duas eleições consecutivas, Flávio Dino afirmou que o sistema eleitoral brasileiro propiciava diversas fraudes. Essas declarações foram feitas logo após sua derrota na eleição para a Prefeitura de São Luís e também na disputa pelo Governo do Estado em 2010, quando foi derrotado por Roseana Sarney (MDB). Na ocasião, Roseana obteve 50,08% dos votos válidos contra Dino.

Todas as declarações controversas do ministro ainda podem ser encontradas em seu perfil pessoal no Twitter, onde compartilhou um texto que questionava o sistema eleitoral: “Esse sistema propicia diversas fraudes, sem auditoria”.

Além disso, em agosto de 2013, Flávio Dino afirmou ter visto “comprovação científica” da insegurança e suscetibilidade a fraudes das urnas eletrônicas durante uma visita em Recife. Já em 2014, ele compartilhou uma reportagem do Valor Econômico que apontava possíveis falhas nas urnas eletrônicas, segundo o Ministério Público Federal de São Paulo. Dino concordou plenamente com a matéria, enfatizando suas preocupações.  Leia aqui a reportagem.

Outro tweet publicado por Dino em agosto de 2012 ressaltava a possibilidade de violação das urnas eletrônicas, alertando que em eleições com margens pequenas, a violação de uma única urna poderia alterar o resultado final.

O Imirante entrou em contato com o Ministério de Justiça e Segurança Pública para obter um posicionamento do ministro Flávio Dino, porém, até o momento, não obteve resposta. O espaço permanece aberto para uma manifestação do gestor sobre suas críticas e preocupações em relação ao sistema eleitoral brasileiro.

Nesse contexto de debates acalorados sobre a segurança e integridade do sistema eleitoral, as críticas de Flávio Dino têm ganhado repercussão nas redes sociais, alimentando discussões sobre a confiabilidade das urnas eletrônicas e a necessidade de aprimoramentos nesse sistema fundamental para a democracia brasileira.

As informações são do Imirante

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil