Share

Hacker afirma à PF que suas “explicações” embasaram relatório das Forças Armadas sobre a eleição

Depoimento revela colaboração do hacker para fundamentar discurso de Bolsonaro

No depoimento prestado à Polícia Federal, Walter Delgatti, o hacker que participou do plano de invasão das urnas eletrônicas com Carla Zambelli, revelou que suas “explicações” sobre o sistema da Justiça Eleitoral foram utilizadas pelas Forças Armadas para elaborar o famoso relatório de vulnerabilidade das urnas, o qual embasou o discurso de Jair Bolsonaro em 2022.

Conforme o depoimento, Delgatti confirmou o encontro com o ex-presidente no Palácio da Alvorada, onde Bolsonaro questionou se seria possível invadir uma urna eletrônica com acesso ao código fonte.

O relatório sobre o depoimento do hacker destaca que as informações nele contidas foram baseadas nas explicações fornecidas por Delgatti, como também já publicado na revista VEJA.



Hacker recebeu consulta de Bolsonaro sobre invasão de urna eletrônica

Na ocasião do encontro no Palácio da Alvorada, o ex-presidente Jair Bolsonaro consultou Delgatti sobre a possibilidade de invadir uma urna eletrônica, caso tivesse acesso ao código fonte. Entretanto, esse plano não foi adiante, uma vez que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu acesso somente à sede do Tribunal, impossibilitando a visita de Delgatti.

Relatório das Forças Armadas se baseou em explicações do hacker

O relatório elaborado por técnicos militares em novembro do ano passado, que examinou as eleições presidenciais, não descartou a hipótese de fraude ou inconsistência nas urnas eletrônicas. No entanto, segundo o depoimento do hacker, todo o conteúdo apresentado nesse documento foi fundamentado em suas explicações.

Colaboração de Delgatti com as Forças Armadas

Walter Delgatti afirmou ter colaborado diretamente com os militares na produção do relatório sobre a vulnerabilidade das urnas eletrônicas. Suas informações foram essenciais para subsidiar o conteúdo apresentado no documento oficial.

Reconhecimento de encontro com Bolsonaro

No depoimento à Polícia Federal, Delgatti reconheceu ter se encontrado com Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada. Esse encontro foi confirmado e relatado pela revista VEJA anteriormente.

Relatório levanta questões sobre a integridade do sistema eleitoral

O relatório das Forças Armadas, que não descartou a possibilidade de fraudes ou inconsistências nas urnas eletrônicas, gerou debates sobre a integridade do sistema eleitoral brasileiro e levantou questões sobre a segurança das eleições.

Operação com base no depoimento do hacker

A operação deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta-feira foi autorizada com base nas informações fornecidas por Walter Delgatti em seu depoimento, reforçando a importância das investigações sobre a invasão das urnas e sua repercussão no cenário político.

Futuro do sistema eleitoral em pauta

Diante das revelações feitas pelo hacker e da discussão em torno do relatório das Forças Armadas, o futuro do sistema eleitoral brasileiro se torna um tema em destaque, com possíveis desdobramentos na legislação e nas medidas de segurança adotadas pelo TSE para as próximas eleições. As autoridades deverão analisar cuidadosamente essas questões para garantir a integridade e transparência do processo eleitoral.

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil