Empresário que Morreu Após Peeling de Fenol tem Vídeo do Procedimento Exposto; veja

Vídeo Chocante do Procedimento Estético Viraliza e Levanta Questões sobre Segurança

Reprodução/Instagram/g1

A recente morte de Henrique da Silva Chagas após um procedimento estético invasivo causou comoção nas redes sociais. O empresário, que faleceu depois de se submeter a um peeling de fenol, teve parte do procedimento filmado pelo namorado, Marcelo Camargo. As imagens, divulgadas na internet, geraram indignação e levantaram questões sobre a segurança de tratamentos estéticos.

Procedimento Documentado em Vídeo

Em um vídeo gravado no dia 3 de junho, uma funcionária da clínica de estética de Natalia Becker, localizada na Zona Sul de São Paulo, aparece preparando o rosto de Henrique. As imagens mostram cortes profundos e sangramentos significativos no rosto do empresário antes mesmo da aplicação do ácido fenol. Marcelo Camargo, que registrou o procedimento, também tirou fotos do estado do rosto de Henrique, aumentando a preocupação dos internautas com a gravidade da situação.

Relatos Angustiantes

Marcelo Camargo, em entrevista ao g1, descreveu a brutalidade do procedimento: “É tipo uma lança. Como se fosse uma ponta de agulha, e ela ia rabiscando, ferindo mesmo. Ficou o rosto inteiro bem ferido, bem machucado”. Ele afirmou que tanto a funcionária quanto Natalia Becker participaram do processo, causando ferimentos severos no rosto de Henrique.

Declaração da Esteticista

Natália Becker, ao prestar depoimento na última quarta-feira (5), expressou sua tristeza pelo ocorrido. “Estavam sendo muito difíceis esses dias para mim. Estou muito triste pelo que ocorreu. Sinto muito pela família dele. Acabou com a minha vida isso, jamais tive a intenção de prejudicar ele”, declarou Natália, visivelmente abalada com a situação.

Desabafo da Madrinha

Ana Cláudia Azevedo, madrinha de Henrique, também compartilhou seu pesar. Segundo ela, Henrique desejava um rosto sem as marcas de espinhas e havia planejado o procedimento por um mês. “Ele queria muito ter o rosto lisinho”, revelou Ana, que também contou sobre o medo que Henrique sentia antes do procedimento. “No dia [do procedimento] ele teve um pouco de medo antes de fazer. Falou para o namorado que estava com medo. A mãe teve um sonho com agulhas e pediu para ele não ir, mas ele acabou indo e aconteceu tudo isso”, desabafou.

Repercussão nas Redes Sociais

O vídeo e as fotos divulgadas por Marcelo nas redes sociais causaram uma forte reação pública. Muitos internautas expressaram choque e repúdio ao ver o estado em que Henrique ficou após o peeling de fenol. A polêmica em torno do caso tem gerado debates sobre a regulamentação e a fiscalização dos procedimentos estéticos no Brasil, bem como sobre a qualificação dos profissionais que os realizam.

Investigação e Medidas Legais

A morte de Henrique está sendo investigada pelas autoridades, que buscam esclarecer os detalhes do procedimento e apurar possíveis responsabilidades. A clínica de Natalia Becker já está sob escrutínio, e os depoimentos dos envolvidos serão cruciais para determinar se houve negligência ou erro profissional.

Impacto na Comunidade Estética

Este trágico incidente lança luz sobre os riscos associados aos procedimentos estéticos invasivos e a necessidade de maior conscientização e segurança. Especialistas em dermatologia e estética têm destacado a importância de procurar profissionais qualificados e certificados para realizar qualquer tipo de tratamento que envolva a pele.

Considerações Finais

A morte de Henrique da Silva Chagas é um lembrete doloroso dos perigos que podem estar associados a procedimentos estéticos mal conduzidos. É essencial que os consumidores estejam bem informados e que os profissionais do setor sigam rigorosos padrões de segurança para evitar tragédias como esta. A repercussão do caso continuará a ser acompanhada, com a esperança de que sirva de alerta e promova mudanças positivas na indústria estética.