Willian havia sofrido ameaças virtuais após jogos contra Always Ready e América-Mg; suspeito foi preso na manhã desta quinta-feira (2/6)

Um homem suspeito de ameaçar Willian, camisa 10 do Corinthians, foi preso pela Polícia Civil de São Paulo na manhã desta quinta-feira (2/6). O jogador do Corinthians havia prestado queixa por ameaças sofridas por ele e a família e suas redes sociais.

Em uma das ameaças, o torcedor identificado na internet como “raphaoriginal” proferiu as seguintes palavras em post através do instagram – “Corinthians é tiro, é bandido, é facada, time de favela, de bagunça. Não é essa porra que tá aí não, cambada de marica. Ou joga por amor ou joga por terror!! Já vai tarde, fi (sic). Tem que ser homem em dobro pra vestir nossa camisa, cuzão”

A prisão confirmada pelo delegado Cesar Saad teria sido efetuada em Capão Redondo, na Zona Sul da capital. Mais informações sobre a identidade do suspeito ainda não foram divulgadas.

Não foi a primeira vez que o atleta e sua família sofrem insultos. Após o empate do time contra o Always Ready, pela Libertadores, Willian foi um dos atletas que receberam ameaças virtuais.

No empate contra o América-Mg, pelo Brasileirão, a esposa do jogador também havia exposto algumas ameaças. Nesse jogo, Willian deixou o campo de jogo machucado após pancadas.

O Corinthians emitiu uma nota sobre o episódio – O Sport Club Corinthians Paulista repudia as novas ameaças sofridas pelo meia Willian e familiares. O clube apoia o atleta na decisão de formalizar a denúncia, identificar e punir os responsáveis e reforça a necessidade da luta por um #FutebolSemÓdio.”