Técnico chega a interromper entrevista com L’Equipe após repórter usar brasileiro em pergunta sobre privilégios e possível punição a quem chegar atrasado em treinos

Novo técnico do Paris Saint-Germain para a próxima temporada, Christophe Galtier já faz planos com Neymar. Em entrevista ao jornal “L’Equipe”, o treinador elogiou o craque brasileiro, revelou a ideia de usá-lo como meio-campista e até o defendeu quando uma das perguntas sobre indisciplina teve como exemplo o atacante.

– Uma equipe é sempre mais forte com grandes jogadores. E Neymar é um. Nós conversamos muito sobre isso desde a reapresentação. No campo ofensivo, haverá tempo de jogo para todos.

– Eu sei onde Neymar pode ficar confortável, seja um pouco mais avançado ou na frente de dois meio-campistas. Neymar, como o Leo (Messi), eles são facilitadores, jogadores que têm essa capacidade de se encontrar nas entrelinhas e de ser decisivo – disse Galtier.

Neymar, em treino no PSG durante a atual pré-temporada — Foto: Aurelien Meunier/PSG via Getty Images

O técnico do PSG afirmou que pretende rodar bastante o time neste primeiro período de temporada, que terá uma sequência maior de jogos devido à paralisação para a Copa do Mundo em novembro.

– Incluo no meu pensamento que os jogadores jogarão, até 13 de novembro, 25 ou 26 partidas (clube e seleção combinados). Haverá necessidade de rotação. O que eu quero é ter obviamente um time titular muito forte, e que esse 11titular seja pelo menos tão forte com cinco mudanças possíveis.

Sobre questões disciplinares, Galtier chegou a interromper a entrevista quando o repórter do “L’Equipe” usou Neymar como exemplo para um eventual caso de atraso ao treino.

  • Repórter: E se por acaso Neymar chegar atrasado a um treino…
  • Galtier: Mas por que Ney?
  • Repórter: Porque aconteceu com ele na temporada passada.
  • Galtier: Mas isso acontece em todos os vestiários.
  • Repórter: Mas em Paris, o eco não é o mesmo que em Saint-Étienne, Lille ou Nice.

Christophe Galtier comanda o primeiro treino no PSG — Foto: Aurelien Meunier/PSG via Getty Images

Galtier admitiu a mudança na repercussão e garantiu que haverá regras disciplinares rígidas.

– É verdade. Isso tem eco internacional. (Ele faz uma pausa.) Haverá regras de vida que serão postas em prática, as quais apresentarei ao grupo. Haverá algumas coisas negociáveis, algumas não negociáveis. Vou trocar com os jogadores porque é preciso levar em conta as obrigações extraesportivas dos jogadores, mas regras muito precisas terão que ser respeitadas. Eles terão que se comprometer.

– E, quem quer que seja o jogador, se ele não tiver motivos válidos para não respeitá-las, ele ficará de lado por conta própria. Vai acontecer naturalmente. Também não estamos no exército. Eu nunca vou tomar uma decisão sem levar em conta a opinião um do outro. O mais importante é que sou apoiado pelo meu presidente e minha direção esportiva. Um vestiário precisa de justiça e a justiça vale para todos – completou Galtier.

O Paris Saint-Germain embarca neste sábado para o Japão. A equipe ficará até o próximo dia 25 no país, onde disputará três amistosos, contra Kawasaki Frontale, Urawa Reds e Gamba Osaka.

A estreia oficial na temporada será no dia 30 de julho, na Supercopa da França, contra o Nantes. O primeiro compromisso no Campeonato Francês é no dia 6 de agosto, contra o Clermont.

Confira a lista de relacionados para a viagem do PSG ao Japão:

  • GOLEIROS: Keylor Navas, Donnarumma, Sergio Rico e Letellier
  • DEFENSORES: Achraf Hakimi, Kimpembe, Sergio Ramos, Marquinhos, Bernat, Kehrer, Diallo e Nuno Mendes
  • MEIO-CAMPISTAS: Verratti, Paredes, Danilo Pereira, Vitinha, Gueye, Dina-Ebimbe e Warren Zaïre-Emery
  • ATACANTES: Mbappé, Icardi, Neymar, Sarabia, Kalimuendo e Messi

Fonte: GE

 

Sobre o autor