Quadricolor fez cinco jogos oficiais na data, válidos por Série D e competições estaduais

O Brusque já jogou no feriado de aniversário de sua cidade, 4 de agosto, em cinco oportunidades, mas a mais marcante delas foi a mais recente. Em 2019, o quadricolor venceu o Ituano no tempo normal e nos pênaltis para avançar à final da Série D do Campeonato Brasileiro. O sexto jogo da equipe num 4 de agosto será nesta quinta-feira, às 19h, contra o Sampaio Corrêa, pela 22ª rodada da Série B.

Com 3,4 mil torcedores presentes no estádio Augusto Bauer, o Brusque enfrentou o Ituano em 4 de agosto de 2019, no jogo de volta das semifinais da Série D. Após uma derrota por 2 a 0 em Itu (SP), precisava reverter o placar em casa. E conseguiu

Aos 17 minutos do primeiro tempo, Airton cruzou no segundo poste. Fio, hoje no Carlos Renaux, subiu bem para cabecear e balançar as redes. O gol do 2 a 0 foi marcado por Thiago Alagoano, na etapa complementar. Também aos 17 minutos, a bola foi recuperada no campo de ataque. Após boa troca de passes, o Reizinho saiu sozinho com Pegorari e tocou com frieza na saída do goleiro.

Por volta dos 30 minutos, Júnior Pirambu, que seria o artilheiro da competição, perdeu pênalti sofrido por Airton, com defesa de Pegorari em dois tempos.

A decisão foi para os pênaltis. Na segunda cobrança do Ituano, Léo Rigo mandou uma bomba no travessão. Vinícius, que substituiu Júnior Pirambu, acertou o travessão, e a bola ainda foi para fora. Mas, na cobrança de Luizinho, Dida fez defesa espetacular, voando no canto direito.

Thiago Henrique e Paulinho Dias converteram suas cobranças. Zé Mateus fechou a conta.

Brusque 2×0 Ituano (4×3 pênaltis)
Campeonato Brasileiro – Série D
Semifinais – volta
Domingo, 4 de agosto de 2019
Estádio Augusto Bauer
Público pagante: 3.401
Renda: R$ 68.160

Brusque: Dida; Edílson, Magrão, Cleyton, Aírton; Zé Mateus, Thiago Alagoano, Romarinho; Jefferson Renan (Leílson 40′-2ºt), Fio (Thiago Henrique 28′-2ºt) e Júnior Pirambu (Vinícius 37′-2ºt).
Técnico: Waguinho Dias

Ituano: Pegorari; Pacheco, Mateus, Léo Rigo, Peri; Paulinho Dias, Corrêa, Marquinho (Luizinho-int); Claudinho (Marcelinho 15′-2ºt), Serrato e Angelotti (Adílson 34′-2ºt).
Técnico: Vinícius Bergantin

Trio de arbitragem: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ), auxiliado por Luiz Claudio Regazone (RJ) e Carlos Henrique de Lima Filho (RJ)

Gols: Fio (17′-1ºt) e Thiago Alagoano (17′-2ºt)

Pênaltis:
Ituano: Marcelinho (O), Léo Rigo (X), Corrêa (O), Luizinho (X), Paulinho Dias (O)
Brusque: Thiago Alagoano (O), Aírton (O), Vinícius (X), Thiago Henrique (O), Zé Mateus (O)

Cartões amarelos: Edílson, Fio e Zé Carlos; Claudinho, Corrêa, Léo Rigo e Peri

Outros jogos

Ao todo, o Brusque tem duas vitórias, um empate e duas derrotas no feriado de 4 de agosto.

1991 – Figueirense 1×0 Brusque – 12ª rodada do Catarinense
Estádio Orlando Scarpelli
Binho; Jorge Luiz, Agenor, Danival, Washington; Edivaldo, Neilor, Julinho (Joel); Betinho, Angioletti e Luisinho (Mário).
Técnico: Veiga
Gol: Adílson Heleno

1996 – Brusque 2×1 Marcílio Dias – 3ª rodada da Copa SC
Estádio Augusto Bauer
Adílson; Vladimir, Alcir, Luiz Henrique, Africano; Cléber, Topéti, Celso, Chandão; Neri e Geraldo.
Técnico: Ciro Luiz
Gols: Topéti e Chandão; Beto

2002 – Metropolitano 0x0 Brusque – 1ª rodada do Catarinense Série B
Estádio do Sesi
Alexandre; Roan, Márcio Abrahão, Frank, Régis; Paulinho, Givanildo, Alex, Chiquinho (Balbinot); Oséias e Márcio Alcides.
Técnico: Luiz Freire

2013 – Marcílio Dias 1×0 Brusque – 5ª rodada do Catarinense Série B
Fabão; João Paulo (Saraiva), Alexandre Carvalho (Luís André), Neguete, Flavinho; Fabinho, Eurico (Thiago Ferreira), Serginho; Santos, Cidinho e Roberto Jacaré
Técnico: Rogério Perrô
Gol: Cacá