Costa Rica ficou com a última vaga do evento, que acontece em novembro no Qatar. Favoritos da edição deste ano incluem Brasil, Argentina e França

ATLETAS DISPUTAM A BOLA NO JOGO ENTRE COSTA RICA E NOVA ZELÂNDIA PELA RESPESCAGEM DA COPA

A lista das 32 seleções de futebol classificadas para a Copa do Mundo do Qatar, a 22ª edição do torneio, está completa. O último jogo da repescagem aconteceu nesta terça-feira (14). Com gol de Joel Campbell, a Costa Rica derrotou a Nova Zelândia por 1 a 0 e conquistou o direito de participar da competição, que será realizada de 21 de novembro a 18 de dezembro.

Os grupos da competição já tinham sido definidos por meio de um sorteio:

Grupo A: Qatar, Equador, Senegal e Holanda
Grupo B: Inglaterra, Irã, Estados Unidos e País de Gales
Grupo C: Argentina, Arábia Saudita, México e Polônia
Grupo D: França, Austrália, Dinamarca e Tunísia
Grupo E: Espanha, Costa Rica, Alemanha e Japão
Grupo F: Bélgica, Canadá, Marrocos e Croácia
Grupo G: Brasil, Sérvia, Suíça e Camarões
Grupo H: Portugal, Gana, Uruguai e Coreia do Sul
Desde a primeira edição da Copa do Mundo, em 1930, no Uruguai, esta é a primeira vez na qual o torneio é realizado durante os meses de novembro de dezembro. Geralmente, ele acontece por volta de junho, quando é inverno no hemisfério sul e verão no hemisfério norte. A escolha do período do ano pouco usual em 2022 se deve ao fato de as temperaturas no Qatar serem extremamente altas durante o verão, o que prejudicaria a prática do futebol.

O Qatar é uma monarquia. As obras para as construções dos estádios que serão usados na Copa do Mundo foram marcadas por denúncias de violações dos direitos humanos, como trabalhos forçados e condições indignas para os operários. A Anistia Internacional chegou a pedir que a Fifa pressionasse o governo qatari a melhorar a situação. O Ministério do Trabalho do país árabe reconheceu “casos individuais”, mas negou problemas “sistêmicos e estruturais”.

A Fifa arrecada bilhões de dólares a cada edição do torneio, que é o mais prestigiado no futebol de seleções. Os principais favoritos ao título deste ano são as seleções mais tradicionais e que já ganharam Copas do Mundo anteriormente, como Brasil, Argentina e França. Nações que nunca conquistaram o torneio, mas têm times competitivos, como Portugal e Bélgica, prometem fazer boas campanhas.

Fonte: Nexo Jornal