Flamengo estreia no Mundial de Clubes contra time saudita Al Hilal


Logo Agência Brasil

A tarde desta terça-feira (7) será decisiva para o Flamengo que estreia contra o Al Hilal (Arábia Saudita) na semifinal do Mundial de Clubes, no Marrocos. O Rubro-Negro carioca depende da vitória para avançar à final no próximo sábado (11), contra o vencedor da outra semi, entre Real Madrid (Espanha) e Al Ahly (Egito). As equipes brasileira e saudita jogam às 16h (horário de Brasília)  no estádio Ibn Batouta, na cidade de Tânger, no norte de Marrocos. Se triunfar, o Flamengo ficará a apenas um jogo de conquistar o bicampeonato mundial de clubes, após um jejum de 42 anos. 

Notícias relacionadas:

As duas equipes já se enfrentaram na edição do Mundial de 2019, quando o Flamengo triunfou por 3 a 1, se classificando para a final contra o Liverpool. O retrospecto positivo do Rubro-Negro não diz muito para o técnico Vitor Pereira, que quer o elenco preparado para uma disputa acirrada, sem favoritismos.

“O maior erro que podemos cometer é pensar que teremos alguma facilidade nesse jogo. [O Al Hilal] é uma equipe forte do ponto de vista individual e coletivo. Tem força e qualidade, e por isso continuam ano após ano se mantendo neste nível”, avaliou o treinador do Flamengo, durante coletiva na segunda (6).

O zagueiro David Luiz fez coro com o treinador português e defendeu que o time está totalmente concentrado para a estreia, e não para uma possível final contra o Real Madrid no sábado (11). 

“Acho que [Al Hilal] é um time muito qualificado, mostrou nos últimos anos a força que tem, tem grandes jogadores, para nós é um adversário muito difícil, temos que ter consciência disso desde o primeiro minuto, disse Luiz. 

A expectativa é de que o Flamengo entre em campo esta tarde com Santos, Matheuzinho, David Luiz, Léo Pereira, e Filipe Luís; Thiago Maia, Gerson,, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Gabigol e Pedro. 

Já o  Al Hilal, atual campeão da Ásia, entrará em campo sem uma das suas principais estrelas: o volante Kanno, expulso na vitória sobre o Wydad Casablanca, nos pênaltis (5 a 3), no último sábado (4), que garantiu o time saudita na semi contra o Flamengo. Kanno foi o autor do gol de empate do time saudita na segunda etapa do tempo regulamentar. O jogo foi para prorrogação, e depois foi definido nas penalidades. 

Na equipe saudita, comandada pelo técnico argentino Ramón Díaz, estão velhos conhecidos da torcida rubro-negra: o atacante Michael e o volante colombiano Cuéllar.

* Colaboração de Pedro Dabés (estagiário) sob supervisão de Verônica Dalcanal.

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil