Brasil conquista sua 500ª medalha na história do Parapan de Jovens


Logo Agência Brasil

A tão esperada medalha de número 500 da história dos Jogos Parapan-Americanos de Jovens saiu nesta quarta-feira (7) graças à prata conquistada pelo mineiro Luiz Augusto Calixto e pelo paulista Lorenzo Godoy no torneio de duplas masculinas de tênis em cadeira de rodas da 5ª edição da competição, que é disputada em Bogotá (Colômbia).

A medalha foi conquistada após os brasileiros serem superados na decisão pelos argentinos Benjamín Silvetti e Gonzalo Enrique Lazarte por 2 sets a 0 (parciais de 6/2 e 6/1) no Centro de Alto Rendimento.

Notícias relacionadas:

“Estou muito honrado em ajudar nesta marca tão importante para o Brasil. Esperava a medalha de ouro, mas estou feliz pela conquista da prata”, declarou Lorenzo, que ocupa a 24ª posição do ranking mundial júnior, à assessoria de imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

“Foi uma partida disputada. Poderíamos ter ido melhor e ter trocado mais bolas com os argentinos, mas faz parte. Foi uma grande experiência, de qualquer forma”, afirmou Luiz, 22º do ranking mundial júnior.

Ainda no tênis em cadeira de rodas, na chave de simples feminina, a mineira Vitória Miranda aplicou sua terceira bicicleta (duplo 6/0) na competição, ao derrotar a peruana Brenda Panta. Agora a atleta está a um êxito de conquistar a medalha de ouro. Para subir ao lugar mais alto do pódio, ela necessita superar a colombiana Paula Meza, a partir das 11h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira. Vitória também está na disputa pelo primeiro lugar nas duplas mistas, ao lado de Luiz. Na próxima quinta eles decidem o título contra os colombianos Dario Sánchez e Paula Meza.

Nos esportes coletivos, o Brasil estreou com vitória de 4 a 0 sobre o México no futebol de cegos graças a gols de Anael (2) e Raynã (2). O time volta a entrar em ação na quinta-feira para medir forças com a Argentina. No futebol PC (paralisados cerebrais), a seleção brasileira goleou o Chile por 7 a 0 com gols de Ângelo Matheus (4), André Almeida, Gabriel Melo e Gabriel Araújo. O próximo desafio é a Venezuela.

Já no basquete em cadeira de rodas foram alcançados três êxitos. A seleção feminina jogou duas vezes, contra Chile e Argentina, e venceu as duas adversárias, respectivamente por 8 a 1 e por 9 a 7. Já a equipe masculina derrotou a Venezuela por 52 a 19.

As equipes de goalball tiveram destinos distintos no Palácio dos Esportes. A feminina foi eliminada na semifinal, contra o México, por 8 a 3, e disputará o bronze contra a Colômbia na próxima quinta. Já a masculina derrotou a Venezuela, na última partida da fase de grupos, por 11 a 1, e, na semifinal, derrotou a Argentina, por 11 a 2. A decisão será contra o Peru a partir das 14h15 de quinta.

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil