Share

Com gol de Marinho, Santos perde para o Fortaleza e é rebaixado pela 1ª vez

Em partida decisiva, o Santos não segura o Fortaleza e enfrentará a Série B na próxima temporada

Marcos Leonardo, do Santos, no jogo contra o Fortaleza, pelo Brasileirão
Imagem: Abner Dourado/Agif

Santos sofre derrota decisiva para o Fortaleza, confirmando seu primeiro rebaixamento na história. Leia sobre a atuação crítica, mudanças táticas, a tensão da torcida e os reflexos do inédito revés. Descubra detalhes da partida e os desafios que aguardam o Santos na Série B.

O Santos Futebol Clube enfrentou uma dura derrota por 2 a 1 diante do Fortaleza, na Vila Belmiro, consolidando sua queda inédita para a Série B do Campeonato Brasileiro. O revés foi marcado por uma atuação abaixo do esperado na etapa inicial, onde o Fortaleza dominou as ações. O gol de Marinho, na Lei do Ex, aos 38 minutos, colocou o Santos em uma situação ainda mais delicada. A torcida, dividida entre as emoções do jogo do Peixe e as partidas de Vasco e Bahia, viu o sonho da permanência na elite do futebol brasileiro se distanciar.

A Lei do Ex novamente assombrou o Santos, com Marinho marcando contra sua ex-equipe e celebrando com gestos polêmicos. A equipe da casa tentou reagir ainda no primeiro tempo, com mudanças táticas realizadas pelo técnico Marcelo Fernandes. No entanto, as substituições não foram suficientes para conter o ímpeto do Fortaleza. A derrota, combinada com os resultados positivos de Vasco e Bahia, selou o destino do Santos, que amargará a Série B na próxima temporada.

O Desafio Tático e as Mudanças Precoces

O Santos iniciou a partida de maneira desorganizada, permitindo que o Fortaleza ditasse o ritmo do jogo. Mesmo com algumas tentativas esporádicas de ataque, a equipe da casa viu-se em desvantagem com o gol de Marinho. A resposta do técnico Marcelo Fernandes foi uma alteração inusitada ainda no primeiro tempo, desmontando o esquema de três zagueiros e promovendo a entrada de Nonato e Lucas Lima. As mudanças, porém, não foram suficientes para conter a superioridade do Fortaleza.

A segunda etapa trouxe um Santos mais aguerrido, buscando o empate que poderia salvar a equipe do rebaixamento. Aos 12 minutos, Messias, com um belo cabeceio, igualou o marcador e trouxe esperança à Vila Belmiro. Contudo, a falta de organização defensiva comprometeu a equipe, permitindo ao Fortaleza encontrar espaços para o contra-ataque. Com a informação da vitória parcial do Vasco, o Santos se lançou ainda mais ao ataque, mas a desesperada busca por gols deixou a defesa desguarnecida.

O Olhar Atento dos Torcedores e a Invasão de Campo

A torcida do Santos viveu momentos de tensão durante toda a partida, atenta aos desdobramentos dos jogos de Bahia e Vasco. O empate do Bahia e o desempate nos pênaltis aumentaram a expectativa, mas o segundo gol do Vasco contra o Red Bull Bragantino gerou apreensão na Vila Belmiro. A invasão de campo e os incidentes ocorridos após o segundo gol do Fortaleza evidenciaram a frustração e desespero dos torcedores santistas diante do inédito rebaixamento.

A espera de 111 anos por um rebaixamento finalmente chegou ao Santos, que encerrou sua participação no Campeonato Brasileiro na 17ª colocação, somando 43 pontos. Em contrapartida, o Fortaleza, que já cumpria tabela, encerrou a competição na 11ª posição, com 54 pontos. A histórica queda do Santos ocorre justamente na primeira edição do “Brasileirão Rei”, pós-morte de Pelé em dezembro.

Ficha Técnica e Reflexos do Rebaixamento

O jogo, realizado em 6 de dezembro de 2023, teve Leandro Pedro Vuaden como árbitro. A partida contou com um público de 14.130 torcedores na Vila Belmiro, gerando uma renda de R$ 708.607,50. Cartões amarelos foram distribuídos para Dodô e Gabriel Inocêncio (Santos), e José Welison, Pochettino e Yago Pikachu (Fortaleza). Os gols foram marcados por Messias para o Santos e Marinho e Lucero para o Fortaleza.

A notícia do rebaixamento do Santos reverberou não apenas no campo, mas também nas emoções dos torcedores. A invasão de campo e as bombas após o segundo gol do Fortaleza evidenciaram a frustração e tristeza dos santistas diante de um capítulo inédito na história centenária do clube. O desafio agora é se reerguer na Série B e buscar o retorno à elite do futebol brasileiro.

 

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil