sex. abr 19th, 2024

Mulheres no esporte: brasileiras brilham e ganham destaque em grandes modalidades online

By Clayton mar4,2024
Foto: Unsplash

Nos últimos anos, atletas brasileiras de diversidades modalidades, como a tenista Bia Haddad, a nadadora Ana Marcela Cunha, a judoca Rafaela Silva, dentre tantas outras esportistas de destaque, não só vêm conquistando grandes resultados internacionais a nível de competição, como também estão contribuindo significativamente para o crescimento da cena esportiva feminina do Brasil.

Da mesma forma, só que pela internet, outras jogadoras profissionais da prateleira mais alta do esporte estão aproveitando muito bem o boom da era digital contemporânea e brilhando em seus respectivos esportes disputados em ambiente digital.

Como é o caso da competidora de poker online Lauriê “Lali” Tournier e da jogadora de eSports (esportes eletrônicos) Karina “kaah” Takahashi, duas das maiores representantes do sucesso feminino brasileiro em grandes modalidades online, praticadas e seguidas por milhões de pessoas.



Lauriê “Lali” Tournier — poker online

Com mais de sete milhões de praticantes no Brasil, segundo dados da Confederação Brasileira de Texas Hold’em (CBTH), o poker já pode ser considerado uma das modalidades mais populares do país. E dentro de um cenário que as mulheres estão cada vez mais presentes no mundo das cartas, Lali Tournier tem o orgulho de ser o maior nome do poker feminino do Brasil na atualidade.

Embaixadora do PokerStars, uma das maiores plataformas de poker online do mundo, Lali é dona de uma carreira profissional consolidada nas cartas. Com mais de dez anos de circuito, seu currículo é recheado de ótimos resultados nos principais eventos de poker ao vivo do planeta, como em torneios do WSOP, EPT e BSOP.

Além do mais, ela acumula títulos importantes em prestigiadas séries online da modalidade, com destaque para o bicampeonato no WCOOP: o Campeonato Mundial de Poker Online!

Para alcançar o status de estrela em um esporte tão competitivo como o poker, Lali trabalhou bastante para evoluir o seu jogo nos últimos anos. Sendo que uma das chaves do sucesso da competidora brasileira é dominar os vários conceitos teóricos que podem ser aplicados na prática da modalidade, como poucas profissionais das cartas conseguem.

Por exemplo, ter o total domínio teórico do ranking de mãos, que basicamente são as combinações vencedoras na modalidade, é algo primordial para adaptar a estratégia durante uma partida — principalmente nos momentos de maior pressão nos confrontos, quando a emoção deve ser deixada 100% de lado. E Lali, com um cardápio muito variado de jogadas para aplicar a teoria na prática, se destaca justamente por ser uma atleta altamente estratégica e calculista.

No mais, além de ser uma grande competidora de poker, vale ressaltar que ela também manda muito bem como streamer. Com mais de 24 mil seguidores na Twitch, através de seu canal “Lali”, a catarinense transmite algumas de suas partidas ao vivo.

Karina “kaah” Takahashi — eSports

Uma das maiores potências na cena global de eSports, o Brasil se tornou um celeiro de craques na modalidade competitiva de games virtuais — em constante crescimento em nosso país. E, dentre as grandes competidoras latino-americanas de esportes eletrônicos, está a paulista Karina Takahashi.

Há mais de cinco temporadas atuando como profissional em torneios de Counter-Strike, Karina é atleta da FURIA, uma das maiores equipes de eSports do hemisfério sul. Na temporada de 2023, a melhor de sua carreira a nível de desempenho individual, a paulista foi eleita a MVP (Jogadora Mais Valiosa) em duas competições de altíssimo nível, tanto na segunda Série Feminina da Gamers Club quanto na ESL Impact League S4.

Pelo lado coletivo, Karina ganhou torneios importantes pela FURIA, como a exemplo da prestigiada 8ª edição da Gamers Club Masters Feminina — título mais almejado no cenário feminino nacional de Counter-Strike.

Foto: Freepik

Karina recebeu uma das maiores honrarias dos eSports no Brasil

A temporada de 2023 foi tão especial para Karina, que rendeu a ela o prêmio de melhor atleta brasileira de Counter-Strike no Prêmio eSports Brasil (PEB) — premiação considerada o Oscar da cena competitiva de jogos eletrônicos no país.

Por fim, é válido destacar a espetacular regularidade da paulista nos eSports. Com resultados expressivos nas temporadas de 2020, 2021, 2022 e 2023, ela terminou quatro anos consecutivos no top 3 de melhores atletas de esportes eletrônicos do país no PEB.

Feito esse que, além de colocá-la em uma seleta lista de profissionais renomados dos eSports no Brasil, a credencia para ser uma das principais referências das mulheres nos esportes eletrônicos em território nacional.

Veja também: