Sentindo-se sozinha sem família por perto, a modelo fitness russa e competidora de bodybuilding, Anna Stupak, decidiu se mudar com seu filho de Miami para a Europa para ficar mais perto da família.

Semanas depois de chegar lá, toda sua família, composta por seu filho, pai e mãe, pegou o novo vírus da Covid-19. Após 3 semanas de muita luta, sua mãe faleceu.

“Mudei porque covid colocou tudo em perspectiva para mim”, afirma ela. “Perder minha mãe para esse vírus foi de partir o coração, me deu vontade de desistir, mas não podia me permitir isso por causa do meu filho. Eu tinha que ser forte e continuar lutando “.

Agora, 3 meses depois, quando as coisas começaram a voltar ao normal, ela começou a perceber que estava perdendo o cabelo:

“Eu fui a alguns médicos diferentes, e eles têm duas perspectivas muito distintas do que está acontecendo. Alguns culpam o estresse pela minha queda de cabelo e alguns dizem que é sequela da covid “, afirma ela.

Tentando ser boa mãe para seu filho e filha para seu agora único sistema de apoio, seu pai, Anna decidiu encarar o novo desafio de frente e, com sorte, inspirar pessoas passando pela mesma experiência:

“Eu sinto que isso não é falado o suficiente. Os efeitos tardios têm afetado muito as pessoas. Quero normalizar isso e contar minha história para que as pessoas saibam que não estão sozinhas “.

“Sempre tive orgulho do meu cabelo comprido, mas agora quase não tenho mais cabelo”, acrescenta.

Em memória de sua mãe, que lutou até o fim, e de todas as vítimas de covid, Anna tomou uma decisão importante:

“Na próxima semana, vou raspar o cabelo ao vivo para inspirar as pessoas a se vacinar”, afirma ela. “Não vou deixar esse vírus me definir ou me fazer sentir fraca, serei forte e honrarei todos cuja vida foi perdida e impactada por ele.”