Um idoso de 63 anos morreu, na madrugada de hoje, após ser agredido por um homem durante um show realizado pelo cantor Fábio Jr., no Clube de Campo de Sorocaba, na cidade de Sorocaba, no interior de São Paulo. A informação foi confirmada por Splash.

Conforme o boletim de ocorrência obtido por Splash, a Polícia Militar foi acionada por volta das 1h44 (de Brasília) sob alegação de uma briga. No local, os oficiais foram informados que Leandro Luiz Manrique, 42, havia agredido Antônio Carlos Juliano, de 63, com socos e chutes. O autor do crime, inclusive, foi contido por testemunhas no local.

Antônio chegou a ser levado por uma ambulância do evento à UPH da Zona Leste, mas não resistiu aos ferimentos. O suspeito foi preso em flagrante pela polícia e alegou que a agressão se iniciou após um empurrão de Antônio.

Testemunhas

Uma das testemunhas que prestaram depoimento na Polícia contou que estava ao lado da companheira e de um amigo de Antônio – conhecido por ser sócio do clube – no show do cantor Fábio Jr.

O depoente relatou que o homem estava brincando com as pessoas nas mesas próximas e pouco depois avistou Antônio caído no chão em meio a um tumulto. Ele confirmou ter presenciado quando Leandro deu um soco e pisou na cabeça em Antônio e afirmou que precisou agir para imobilizá-lo para esperar a chegada da Polícia.

A testemunha ainda informou que o homem se assustou com as lesões da vítima, tentou entrar em confronto para fugir, mas, novamente, foi contido em virtude de seu treinamento em artes marciais.

Leandro passou por uma audiência de custódia e teve a prisão preventiva determinada. O corpo de Antônio será sepultado neste domingo (31), no Cemitério Pax, a partir das 16h (de Brasília).

Manifestações

Em nota divulgada nas redes sociais, o Clube de Campo de Sorocaba “lamentou profundamente o ocorrido” e afirmou que prestara apoio a família da vítima.

“Na madrugada deste sábado, que resultou no óbito de um sócio após o show do cantor Fábio Jr. Nos solidarizamos com a família da vítima e informamos que daremos o apoio necessário, inclusive às autoridades. Reiteramos que a UTI Móvel contratada para o evento, assim como profissionais da saúde, agiram prontamente para socorrer a vítima. O efetivo de seguranças também estava no local e agiu assim que percebida a movimentação. Eles identificaram o agressor, que foi encaminhado por policiais militares à delegacia para que fossem tomadas as devidas providências legais.”

Splash tentou contato com o acusado do crime por meio de seu advogado, mas até o fechamento da matéria não teve resposta. O texto será atualizado assim que houver uma manifestação.

Fonte: Splash

 

Sobre o autor