Horas antes de ser morto na Avenida Dom João VI, em Santa Cruz, ele havia postado declaração de amor à mulher.

Morto a tiros no Rio, o compositor Fernando Alberto da Silva, conhecido como Fernando Magarça, tinha 53 anos e uma lista músicas cantadas por nomes como Zeca Pagodinho, Alcione, Dudu Nobre e Xande de Pilares, com quem tem fotos e vídeos postados em uma rede social.

É autor de, entre outras, as canções: “Quem não sambou”, “Amor que tenho pra te dar”, “Cangaceiro”, “Fé e Raíz” e “Eta povo pra lutar”.

Em suas postagens, costuma exaltar sua família: a mulher, Bruna, e duas filhas.

Um vídeo publicado nesta terça-feira, horas antes da morte, aparecem flores e um bilhete que deixou para a esposa: “Mãe das minhas filhas, mulher da minha vida, receba”.

Magarça — Foto: Reprodução/Redes sociais

O crime

O Corpo de Bombeiros foi acionado às 14h15. O caso foi próximo à estação do Magarça do BRT.

A Polícia Militar informou que agentes do 27º BPM (Santa Cruz) encontraram o homem já sem vida, próximo a um carro.

Corpo estava próximo ao lado do carro de Fernando — Foto: Marcos Coelho/TV Globo

Corpo estava próximo ao lado do carro de Fernando — Foto: Marcos Coelho/TV Globo