dom. abr 21st, 2024

Jornal da Globo, Jornal Hoje e Hora 1 Estreiam Novos Cenários na Globo: veja

By Clayton Lima mar12,2024

Inovações foram desenvolvidas para ajudar a explicar os fatos em detalhes e dar ao público a sensação de estar onde a notícia acontece.

Estreia nesta terça-feira (12), no Jornal da Globo, um cenário com inovações tecnológicas que visam oferecer mais elementos para ajudar os apresentadores a explicar os fatos em detalhes e dar ao telespectador a sensação de estar onde a notícia acontece.

Além do Jornal da Globo, ele será também a “nova casa” do Jornal Hoje e do Hora 1, os três telejornais de rede ancorados da capital paulista.



Entre os novos recursos disponíveis, estão uma tela gigante, com 15 metros de extensão, o equivalente a três carros populares em sequência, e 2,70 metros de altura. Ela também é curva, transparente e de LED.

Com o uso de inteligência artificial, as novas câmeras mapeiam o ambiente e introduzem imagens para trazer interatividade com a notícia.

Renata Lo Prete, Roberto Kovalick e Cesar Tralli na inauguração do novo cenário dos telejornais de rede da TV Globo ancorados de São Pauloo — Foto: Globo/Bob Paulino

Fernando Alonso, diretor de Pós-produção e Design na TV Globo, destaca que “é um projeto desenvolvido em parceria com todo o jornalismo da Globo e traz como conceito um modelo moderno e ágil de levar a notícia até a casa das pessoas”.

E como isso acontece? “A gente coloca o apresentador no centro da informação e traz uma série de elementos de tecnologia e design em prol da narrativa, em prol da contextualização que a gente quer levar [ao público].”

Essa tecnologia também vai possibilitar criar cenários em 3D dentro do cenário principal, conta Renato Rodrigues, especialista em Pós-produção e Pós-design. “É o que há de melhor na tecnologia de produção virtual.” E exemplifica: “Os infográficos vão poder trazer informação detalhada para que o apresentador possa apresentar de uma forma diferente, com muito mais realismo”.

O megapainel é transparente porque é feito de vidro e de uma fina camada de pixels. São mais de 2,3 milhões de pontos de luz que trazem uma nova maneira de passar a informação.

A apresentadora do Jornal da Globo, Renata Lo Prete, avalia que o telão é um recurso “praticamente infinito”. “Somos nós, os jornalistas, fazendo as pautas, identificando as necessidades de contar histórias, que vamos procurar as informações e pensar de que maneira no telão elas podem ser apresentadas do jeito mais compreensível, mais fácil de entender, mais rico em informação.”

“Ele é muito bonito, sem dúvida, mas mais do que bonito, o telão é funcional, é interativo e é imersivo. Vai permitir a quem nos assiste estar muito mais próximo do estúdio e da informação, que é o mais importante”, finaliza.

O apresentador do Jornal Hoje, Cesar Tralli, comentou o que deve mudar: “Tem realidade aumentada, tem inteligência artificial, tem uso de telão, para você conseguir projetar gráficos de uma maneira totalmente diferente da que a gente está habituado, a previsão do tempo, o bloco do esporte dentro dos telejornais… Tem muita coisa legal que a gente vai conseguir trabalhar e claro que o objetivo principal de toda essa inovação tecnológica é favorecer o conteúdo e a comunicação”.

Roberto Kovalick, apresentador do Hora 1, destaca que “o telão também permite que a gente veja a redação e a redação nos veja. Tem uma conexão entre o cenário, o telão, os editores, os repórteres que estão chegando, o dia começando, essa coisa viva”.

Foram quatro meses e mais de cem pessoas para dar forma ao projeto. Jorge Sacramento, editor-chefe do Jornal da Globo, diz que “claro que tem um frio na barriga” com o momento da estreia. “Esse estúdio nos possibilita entregar para o telespectador uma visão mais aprofundada, mais analítica das notícias.”

Veja também: