Advogado diz que artista ainda não foi notificado da decisão decretada pela Justiça de Santa Catarina, relativa a processo movido pela ex-mulher por dívida de R$ 350 mil em pensões alimentícias

RIO – O ator André Gonçalves vai cumprir a prisão domiciliar decretada pela Justiça de Santa Catarina com uso de tornozeleira eletrônica em sua residência no Rio de Janeiro onde mora com a atual mulher e também atriz Danielle Winits, assim que for notificado. A decisão foi tomada em processo movido por sua ex-mulher, a jornalista e atriz Cynthia Benini, por dívidas com a pensão alimentícia da filha que tiveram.

— O André vai cumprir a (prisão) domiciliar, tendo em vista que está desempregado e não tem como arcar com a dívida nesse momento — afirmou Sylvio Guerra, advogado do ator, ao GLOBO. — Retomando a vida profissional, ele vai continuar arcando com as pensões. Tudo o que ele mais quer é voltar a trabalhar e cumprir as responsabilidades como pai.

A decisão, que veio à tona nesta terça-feira, estabelece que o ator fique em prisão domiciliar por 60 dias com uso de tornozeleira eletrônica. Como o processo tramita em Santa Catarina e Gonçalves mora no Rio, ainda não foi notificado. Ele aguarda o mandado para iniciar o cumprimento da decisão.

Por ora, a defesa do ator não vai tomar outra medida. Após o período estabelecido pela decisão, pode haver novos desdobramentos no processo.

Gonçalves, que completou 46 anos na terça-feira passada, deve cerca de R$ 350 mil em pensão alimentícia da filha Valentina, de 18 anos, com quem o ator mantinha bom relacionamento até a decisão. O valor mensal estabelecido é de R$ 4,5 mil. A informação foi revelada pelo “Metrópoles” e confirmada pelo GLOBO.

O ator, que foi demitido em 2016 e ficou desempregado, estava inadimplente desde 2017. Neste período, a dívida chegou a R$ 112.044,33. Com juros e correção monetária, o valor subiu para R$ 352.579,01. Em julho deste ano, ele teve os bens penhorados por conta das dívidas com a pensão da filha.

De acordo com seu advogado, até ser demitido, as pensões de seus três filhos eram descontadas diretamente de sua folha de pagamento. Após ficar desempregado, o ator deixou de arcar com o valor integral acordado, mas não deixou de depositar parte da quantia, a partir do que ganhava com trabalhos freelancer.

— Os juízes vinham acolhendo nossas ponderações e provas, de que sem emprego ele não tem como arcar com a pensão integralmente. Mas neste período ele nunca deixou os filhos totalmente desemparados. Sempre que faz um trabalho, ele paga alguma coisa, mas não o valor integral — disse Guerra — O que ele arrecadava nos eventos depositava o que podia. Mas nesse momento ele não tem condição de pagar (a dívida).

Benini e Gonçalves se conheceram em 2002, quando participaram do reality show “Casa dos Artistas 2”. Ela foi eliminada após um mês e meio de programa; ele chegou à final e terminou em 3º lugar. Ambos mantiveram um relacionamento daquele ano até 2006.

Desde 2016 ele é casado com a atriz Danielle Winits, com quem mora atualmente no Rio. Gonçalves também é pai de Manuela, de 23 anos, da relação com Tereza Seiblitz, e de Pedro Arthur, de 19, fruto do relacionamento com Myrian Rios.

Após a repercussão da notícia sobre a prisão domiciliar, Benini publicou uma “indireta” em suas redes sociais no fim da noite de terça-feira.

“Nada melhor que colocar a cabeça no travesseiro e poder agradecer a Deus por ser leal aos princípios morais e éticos”, escreveu em uma foto publicada no story do seu Instagram.

Carreira artística

Nascido em Natal, no Rio Grande do Norte, e criado no Parque Arará e na Vila do João, favelas da Zona Norte do Rio de Janeiro, foi descoberto pelo ator diretor Roberto Bontempo em produções comunitárias e estrelou em 1989 na minissérie “Capitães de areia”, da Bandeirantes, uma adaptação do romance de Jorge Amado.

Contratado pela TV Globo, o ator despontou com os papéis de Matosinho em “Vamp” (1991) e Sandrinho em “A próxima vítima” (1995). Depois faria novelas como “Senhora do Destino” (2004), “Caminho das Índias” (2009), “Salve Jorge” (2012) e “Império” (2015). Fora da Globo, ele atuou na trama “Jesus”, da TV Record (2018), no papel do personagem bíblico Barrabás.

Seu último trabalho na TV foi a passagem pelo quadro Dança dos Famosos, do antigo “Domingão do Faustão”. Gonçalves não chegou à final da competição, da qual Danielle Winits foi vice-campeã.

Fonte: O Globo