Corpos das 4 vítimas de acidente de helicóptero em Paraibuna são retirados pelas equipes de resgate

Equipes enfrentam obstáculos e chuva persistente na operação de resgate em área de difícil acesso

Corpos das 4 vitimas de acidente em Helicóptero são retirados pelas equipes de resgate em Paraibuna Foto: PMSP Montagem

As equipes de resgate enfrentaram desafios significativos ao retirar por terra os corpos das quatro vítimas fatais do trágico acidente de helicóptero ocorrido em uma área remota de Paraibuna (SP). O local, de difícil acesso, foi palco de uma operação complicada, especialmente devido às condições climáticas adversas, que persistiram desde a sexta-feira (12), quando a aeronave foi localizada.

Ao longo da noite, policiais militares e bombeiros se dedicaram a preservar o local do acidente e preparar a delicada operação de retirada dos corpos, que foi realizada na manhã de sábado (13). Uma trilha sinuosa conduziu as equipes até uma estrada de terra, onde os corpos foram cuidadosamente transportados por veículo até o Instituto Médico Legal (IML) de São José dos Campos.

Os corpos, submetidos a exames no IML, foram identificados por meio de coleta de DNA e impressões digitais, dispensando a necessidade de reconhecimento por parte das famílias. O delegado Clemente Calvo Castilho, da Divisão de Operações Especiais, destacou a importância desses procedimentos para uma identificação precisa.

Neste sábado, investigadores da Força Aérea Brasileira concluíram as apurações iniciais no local do acidente, visando esclarecer as causas da tragédia. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) assegurou que buscará uma conclusão rápida, considerando a complexidade do ocorrido.

Em nota, a empresa CBA Investimentos LTDA, operadora da aeronave, expressou condolências e compromisso com a transparência no processo de investigação. A chegada dos corpos a São Paulo, onde serão velados pelas famílias, é parte do protocolo estabelecido.

O local do acidente, a 3 km da base montada pelas forças de segurança, representa um desafio logístico, com uma trilha íngreme de mata fechada, dificultando a retirada dos corpos e destroços. A persistência da chuva na sexta-feira suspendeu temporariamente as operações aéreas, aumentando a complexidade da missão.

A descoberta da aeronave desaparecida, um H-60 Black Hawk da Força Aérea Brasileira, foi realizada por equipes de busca das polícias Militar e Civil. A confirmação das mortes dos quatro tripulantes foi divulgada pela Polícia Militar, evidenciando a magnitude da tragédia que assolou Paraibuna.

A cidade, situada no Vale do Paraíba, agora aguarda o desfecho das investigações, enquanto as famílias enfrentam a dor da perda. O deslocamento da aeronave, que deveria chegar a Ilhabela, tornou-se uma trágica lembrança das vulnerabilidades presentes mesmo nas operações mais rotineiras.

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil