Gênero pop caipira com influência do folk: Drigo Ribeiro lança “Até Aqui”

Um simples rapaz do interior que faz música por amor… Esse é Drigo Ribeiro, que investe agora no gênero pop caipira com influência do folk em seus novos singles. A ideia é trazer a contemporaneidade do pop para o estilo musical que o influenciou durante toda sua vida: a música do campo. Com estreia no dia 19 de outubro, o clipe Até Aqui é o primeiro dessa sequência de lançamentos periódicos previstos para os próximos meses, que formam uma única narrativa. “Minha intenção sempre foi trazer a pegada do interior de uma forma mais moderna. É como um resgate da cultura  com minha sonoridade, com instrumentos que eu gosto de tocar em uma vibe mais atual”, conta o artista. O artista tem show marcado para o dia 30 de outubro no SESI, em São Paulo, com canções autorais e releituras do folk, música regional  e MPB. A entrada é gratuita para o público. 

Com um arranjo animado, o single também traz instrumentos como gaita e banjo para completar a sonoridade. Com clipe dirigido e editado por Beatriz Person, a canção traduz a simplicidade que o artista carrega em sua bagagem. “Essa música eu escrevi pensando na vida como uma caminhada ao lado de alguém. E olhando para trás,  já com as rugas do tempo, posso dizer que tudo valeu a pena”, diz Drigo. “O que mais me inspira são as coisas simples, a ideia de que você não precisa de muito para ser feliz. Quero que as pessoas conheçam o meu ideal como ser humano e que eu possa levar coisas positivas para a vida delas de alguma maneira”, completa.

O novo single, assim como os próximos lançamentos, faz parte do selo Moringa Fresca, com o comando do experiente produtor Jeff Pina. Ao todo, são quase 40 anos de Jeff dedicados à música, trabalhando com nomes como Anavitória, Chitãozinho & Xororó, Gaby Amarantos, Mart’nália e Alceu Valença. 

SOBRE DRIGO RIBEIRO

Filho de pais criados no campo, Drigo Ribeiro pegou gosto pela música muito cedo por influência de seu pai, que era músico e compositor. Foi ele que lhe ensinou os seus primeiros acordes, tocando juntos desde os 13 anos de idade. Inspirado por essa atmosfera, o cantor e compositor trilhou seu caminho dentro dessa arte com canções sobre o campo, a roça e as coisas simples do interior.  Nascido em Cabreúva e crescido em Jundiaí, Drigo traz em suas principais referências a música country, o folk e a música raiz do interior paulista.

No decorrer de sua carreira soma apresentações em lugares como Bourbon Street Music Club, Ilha Bela Folk & Blues, além de apresentações no Sesc e Sesi. Seu primeiro EP, Muito Natural, foi lançado em 2018 com influência do folk em canções que abordam o campo e o cotidiano. Em 2020, também lançou o single Assim Que Deve Ser. Com a proposta de difundir o pop caipira em 2021, o artista apresenta uma identidade sonora resultante da linguagem regional tradicional com o pop atual. “O meu propósito sempre foi levar minha verdade para manter minha identidade dentro da arte, mas agora quero levar coisas novas e mais modernas para o público – e sem deixar a essência do ‘bom moço’ do interior”, conta o artista.

Google Search Nitro News Brasil