Dia das mães: Simone Campos explica como concilia vida e profissão

Iniciar um negócio realmente não é nada simples, assim como gerar uma vida também não é, segundo Simone Campos, ambas as coisas precisam de tempo, paciência e muito cuidado no processo de criação e desenvolvimento até que consiga dar os primeiros passos de uma forma mais firme e confiante. E em homenagem ao Dia das Mães (12), reconhecendo todo esse trabalho e esforço, Simone Campos, uma mulher proeminente no setor de hotelaria e turismo conta como consegue conciliar a maternidade com a carreira profissional, impulsionando assim muitas mulheres a ingressarem no mercado empresarial, “Você pode ser mãe e empreendedora sim! E se você tiver determinação lá na frente, vai poder usufruir com sua família, tudo que conquistou”, comenta a empresária.

 

Por muito tempo vimos a figura materna de um ponto de vista único e universal, cheia de afazeres domésticos e cuidando da família, mas nas últimas décadas tivemos uma mudança notável do olhar da sociedade em relação a essas questões, pois na medida que essas discussões foram levantadas, percebeu-se que nem sempre poderiam depender de um homem para trazer o sustento para casa e que precisavam se reinventar para conseguir dar um futuro digno às suas famílias, assim como a empresária:

 

“Quando meu filho nasceu, eu tinha o apoio do meu ex-marido, pai dele, nos separamos quando meu filho tinha 5 anos, naquela época eu não trabalhava. Até os 16 anos do meu filho, eu tive o apoio da minha mãe. Depois que ela faleceu, eu não tinha casa, emprego, dinheiro e nem família, tive que dar meu jeito.  Uma amiga dividiu o apto comigo, em 15 dias depois do falecimento da minha mãe eu arrumei um emprego”, explica Simone Campos sobre como seguiu em frente com a maternidade mesmo tendo que correr atrás de sua carreira para sustentar seu filho.

 

Leia também: Matteus, do BBB 24, arrecada R$ 1 milhão para ajudar desabrigados da chuva no RS

 

Mercado empresarial cresce com aumento de mães ingressando no setor

 

De acordo com estudo feito em 2023, pela Serasa Experian, uma empresa brasileira de análise de crédito, 45% das empreendedoras brasileiras são financeiramente independentes de seus maridos e familiares, e 51% da renda que recebem vêm de suas atividades empresariais.

 

A empresária relata quais ensinamentos maternos trouxe para seu campo profissional, “Organização e planejamento! Passei a me organizar para que ele também fosse!”, dessa forma, mães empreendedoras têm a oportunidade de serem suas próprias chefes, ao mesmo tempo, ensinando valores importantes aos filhos, tendo uma autonomia maior sobre as decisões. 

 

As possibilidades no mercado empresarial para as mulheres hoje em dia são infinitas, e temos que saber usar isso ao nosso favor para que essas mulheres, mães e empresárias, sejam vistas e reconhecidas em mais lugares de alta relevância na hierarquia das empresas.  Em 2022, o país alcançou a marca histórica de 10,3 milhões de mulheres à frente de empreendimentos, representando 34,4% do universo total de proprietários de negócios no país. 

 

Além disso, 73,6% das empreendedoras brasileiras são mães, e uma curiosidade impressionante é que 68% começaram a empreender após se tornarem mães. A maternidade é um fator importante que leva muitas mulheres a se tornarem empreendedoras.

 

Acompanhe Simone Campos nas redes sociais:

 

Instagram: https://www.instagram.com/red

bluehotels/

RedBlue Hotels: www.redbluehotels.com.br

 

Google Search Nitro News Brasil