seg. abr 15th, 2024

BBF emite debêntures para projetos na região amazônica

By DINO fev14,2023

A Brasil BioFuels (BBF), empresa de soluções renováveis e produtora de palma de óleo, concluiu a captação de R$ 133,4 milhões por meio de emissão de debêntures com o objetivo de finalizar a implantação de usinas termelétricas para geração de energia renovável no Estado de Roraima. A oferta de emissão dos títulos foi coordenada pela Genial e, atualmente, encontra-se em negociação na B3.

A BBF produz biocombustíveis e biomassa a partir da palma de óleo cultivada em plantio próprio. A empresa possui usina para produção de biodiesel em Rondônia e, até 2025, vai inaugurar a primeira biorrefinaria do país na Zona Franca de Manaus, para produção do Diesel Verde (HVO) e Combustível Sustentável de Aviação (SAF). O biodiesel produzido a partir do óleo de palma é uma alternativa sustentável para substituir o Diesel S500, por não conter enxofre, além de reduzir em até 94% a emissão de CO2.

A Companhia possui 25 usinas termelétricas em operação e outras 13 em fase de implementação na região Norte, que atendem atualmente cerca 140 mil consumidores e proporcionam a retirada de mais de 106 milhões de litros de diesel fóssil anualmente, contribuindo para a redução de chuva ácida, fenômeno que incide sobre a floresta amazônica por conta do uso de diesel fóssil e impacta de forma crítica todo o bioma da floresta.



“Estamos captando investimentos e trazendo parceiros para um projeto completamente sustentável, que une descarbonização da Amazônia e desenvolvimento socioeconômico da região com foco em geração de emprego e renda no Norte do país”, destaca Milton Steagall, CEO do Grupo BBF. A empresa foi uma das pioneiras em oferecer soluções de energia renováveis para os sistemas isolados – regiões não interligadas ao Sistema Elétrico Nacional e se consolidou com uma das maiores geradoras de energia elétrica para este setor. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS, no Brasil, há atualmente 212 sistemas isolados, a maior parte deles na região Norte, que dependem majoritariamente de termelétricas a diesel. “Acreditamos em usar tecnologia para criar alternativas que utilizem recursos disponíveis na região, produzindo biocombustíveis e eliminando o diesel fóssil da Amazônia”, acrescenta Steagall.

Recentemente, a BBF alcançou Grau de Investimento pela agência Fitch Ratings, atingindo a classificação BBB- com perspectivas positivas. A classificação configura a empresa como boa oportunidade de investimentos com baixo risco especulativo e boa capacidade de pagamento.

Sobre a BBF                                                                                                                     

A Brasil BioFuels (BBF), empresa brasileira fundada em 2008, produtora de óleo de palma na América Latina, com área cultivada superior a 68 mil hectares e produção de cerca de 200 mil toneladas/ano óleo. A empresa é pioneira na criação de soluções sustentáveis para a geração de energia renovável nos sistemas isolados, com usinas termelétricas movidas a biocombustíveis produzidos na região. Sua atividade agrícola recupera áreas que foram degradadas até 2007 na Amazônia, seguindo o Zoneamento Agroecológico da Palma de Óleo (ZAE), aprovado pelo Decreto 7.172 do Governo Federal, de 7 de maio de 2010.

A BBF criou um modelo de negócio integrado em que atua do início ao fim da cadeia de valor – desde o cultivo sustentável da palma de óleo, extração do óleo bruto e produção de bicombustíveis, até a geração de energia renovável – com ativos totalizando cerca de R$ 2,1 bilhões e atividades gerando mais de 6 mil empregos diretos na região Norte do Brasil. As operações da BBF estão situadas nos estados do Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima e Pará, compreendendo 38 usinas termelétricas (25 em operação e 13 em implementação), 3 unidades de esmagamento de palma de óleo, 1 extrusora de soja e 1 indústria de biodiesel.

A empresa está expandindo sua oferta de biocombustíveis e firmou parcerias para produção de Combustível Sustentável de Aviação (SAF) e de Óleo Vegetal Hidrotratado (HVO), também chamado de diesel verde. Os novos combustíveis sustentáveis serão produzidos a partir de 2025 na primeira Biorrefinaria do país, em fase de construção na Zona Franca de Manaus.

Veja também: