dom. abr 21st, 2024

Uso de IA avança entre empresas brasileiras

By DINO mar8,2023

Se alguma pessoa já trocou interações com um atendente virtual de alguma marca ou serviço, ela já foi impactada pela inteligência artificial. Com a capacidade de automatizar tarefas rotineiras e aprimorar processos, esta tecnologia já faz parte do cotidiano de 41% das empresas brasileiras, segundo estudo da IBM. 

Outros dados da pesquisa da IBM mostraram que essa tendência está sendo impulsionada no país por conta de avanços que tornam a Inteligência Artificial mais acessível às empresas (56%), sua crescente incorporação em aplicativos de negócios padrão (48%) e a necessidade de reduzir custos e automatizar processos-chave (39%).

“A implementação cada vez maior de tecnologias de inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina (ML) no Brasil é um reflexo da crescente importância que esses recursos estão ganhando em todo o mundo”, afirma Matheus Lúcio, especialista em desenvolvimento de Softwares. “Seja para redução de custos, aumentar produtividade e até mesmo desenvolver novos produtos e serviços, a verdade é que estas ferramentas chegaram para ficar”.



Quando o tema é relacionado à sustentabilidade, um dado indica que estas tecnologias terão um papel significativo, uma vez que 66% dos profissionais de TI consultados afirmaram que, para acelerar suas iniciativas ESG, suas empresas estão implementando IA ou têm planos de fazê-lo.

“As áreas de negócio que mais usam IA e ML (aprendizado de máquina) são as de saúde, em diagnósticos médicos e monitoramento de paciente; finanças, com análise de crédito previsão de vendas; o próprio varejo, em análise de vendas e recomendações de produtos; e a agricultura, na previsão de safras, monitoramento climático e otimização de fertilizantes”, detalha Lúcio.

Futuro e tendências

O mercado é bilionário e, de acordo com a IDC Worldwide Artificial Intelligence Spending Guide, o investimento global em IAs deverá ultrapassar US$ 200 bilhões em 2025. Lúcio faz sua previsão para o mercado nacional: “No curto prazo, acredito que veremos um aumento na adoção de chatbots e assistentes virtuais, bem como no uso de análise de dados em tempo real. No médio prazo, podemos esperar avanços significativos em tecnologias de visão computacional e processamento de linguagem natural, além de maior uso de IA e ML em robótica e automação”.

Em um cenário de longo prazo, a aposta é a aplicação da tecnologia em tarefas mais complexas, como diagnósticos médicos avançados e desenvolvimento de novos materiais e medicamentos. 

O fator 5G

Atualmente, a qualidade de conexão de internet no Brasil é tida como um obstáculo para a evolução do uso dessa tecnologia. No entanto, a chegada do 5G irá melhorar de forma significativa a qualidade da conexão de internet no país, aumentando a velocidade e a capacidade da rede, tornando possível a transferência de dados em tempo real e a implementação de soluções em nuvem de maneira mais eficiente.

“O acesso à tecnologia e internet de qualidade ainda é limitado para muitas pessoas em todo o mundo, e aqui não é diferente. Além disso, há uma desigualdade de habilidades digitais entre as pessoas, o que pode prejudicar aqueles que não têm as habilidades necessárias para se beneficiar e aproveitar as oportunidades oferecidas pela tecnologia”, conclui Lúcio.

Com um cenário mais moderno de conectividade, será possível a conexão de dispositivos e soluções IoT (Internet das coisas), o que pode abrir novas oportunidades para a evolução da IA no País. No entanto, a implementação e a disponibilidade do 5G no Brasil depende de investimentos e regulamentações governamentais. 

Veja também: