SVAs surgem como novo modelo de negócio para as pequenas e médias empresas

Uma das maiores integradoras de Serviços de Valor Adicionado (SVAs) para provedores de internet do Brasil, a Campsoft, divulgou seu balanço semestral de 2023. A empresa cresceu 40% em quantidade de clientes, um crescimento 52% maior que o mesmo período em 2022, mantendo um crescimento médio de 11% ao mês nos últimos 12 meses e ultrapassando 2 milhões de usuários atendidos pelos provedores.

Os dados trazem mais do que um crescimento exponencial da Start-up, revelam também um novo perfil de consumidor de provedores de internet, e uma nova oportunidade para as pequenas e médias empresas (PMEs).

Fornecedora de conteúdo (aplicativos e serviços digitais) para provedores de Internet (ISP), neste cenário, provedores de internet passaram a agregar em seus serviços, diversos aplicativos, indo além do acesso à internet e fornecendo valor agregado a sua oferta, abrindo oportunidades a centenas de provedores de PMEs e seus consumidores.

Para Ricardo Camps, CEO da Campsoft, quando o assunto é provedor de internet e streaming, cada vez mais a busca em colocar a experiência do consumidor em primeiro lugar torna-se mais desafiadora e uma escolha que faz toda a diferença no mercado. “Já não se trata da velocidade, cada vez mais equivalente, mas sim de atrelar serviços de valor agregado: o cliente compra a internet e também os aplicativos que tanto o cativam,” comenta.

Para Camps, a empresa está alinhada com as demandas dos consumidores e gerando oportunidade para provedores de todos os portes. “À medida que mais e mais pessoas aderem aos aplicativos e serviços de streaming, a demanda por serviços de internet aumenta proporcionalmente. As empresas do setor estão percebendo essa oportunidade e agregando aplicativos aos seus serviços, fornecendo mais do que apenas acesso à internet e adicionando valor às suas ofertas”.

Oportunidade para as PMEs

Como percebe-se, o crescimento da empresa expoente de integração com provedores é uma via de mão dupla. Os serviços digitais, incluindo vídeos, séries, livros, meditação, quadrinhos, cursos, treinos e utilidades de saúde estão se transformando em poderosas ferramentas de crescimento para pequenas e médias empresas (PMEs).

Para contextualizar o espaço ocupado pelo universo virtual, um estudo realizado em 2022 pela Kantar Media mostrou que 49% dos entrevistados no Brasil possuem pelo menos uma assinatura de streaming.  Já o estudo da BusinessWire aponta que até 2026 o mercado global de e-books deve crescer 28% em receitas e prevê saltar dos US$ 18,1 bilhões de 2020 para US$ 23,1.  

Neste cenário, provedores de internet passaram a agregar em seus serviços diversos aplicativos, indo além do acesso à internet e fornecendo valor agregado a sua oferta. A transição para o digital tem sido tão rápida e abrangente que agora vemos livros físicos, televisão por assinatura, música e até consultas médicas tendo seu consumo físico sendo usados por aplicativos e streamings. 

Na área da saúde, a Dasa – principal rede de saúde integrada do Brasil -, relata que apenas no primeiro bimestre de 2022, a procura pelos serviços aumentou 226% em comparação ao mesmo período de 2021. Um recorte que reforça o aumento na utilização de serviços digitais e aplicativos, seja para diversão, saúde ou conhecimento.

Esse aumento do consumo de apps e serviços de streaming vem gerando aumento proporcional à demanda de entrega de internet, e isso não passou despercebido pelas empresas do setor, que hoje, mais do que nunca, se reinventam não só para atender, mas para fidelizar seus clientes, já que o cliente não compra apenas a internet, mas também os apps que tanto o cativam.

Atualmente, a Campsoft diversifica seus produtos oferecendo uma gama de mais de 25 Serviços de Valor Agregado (SVAS) para provedores de internet no Brasil. Até o final de 2023 a empresa planeja expandir novos produtos, abrindo oportunidades para outros aplicativos que queiram se beneficiar deste modelo de comercialização.

Otimização fiscal para PMEs

A aumento da procura destes serviços por pequenas e médias empresas vai além do puro marketing e estratégia de vendas. Quando bem implementada e com um portfólio de SVAs inteligente, os provedores de internet ainda veem a oportunidade de gerar otimização fiscal no novo modelo de negócio, já que SVAs de telecomunicação, a exemplo da Tocalivros (plataforma de audiolivros e eBooks), são isentos de ICMS, aliando produtos que gerem mais engajamento da sua marca com o mercado, soluções que transformem a vida do seu assinante aliado a estratégias fiscais ideal para o crescimento sustentável do provedor.

Mas os objetivos são diversos: fidelização de clientes, redução da taxa de cancelamento, otimização tributária, aumento do ticket médio ou mesmo reduzir riscos e contingências.

Para a redução do churn, por exemplo, o SVA tem sido uma opção para reduzir essa perda de clientes para os concorrentes, ou seja, fidelizar clientes. Alguns provedores do setor relatam atingir uma fidelização de 30% da sua base em poucos meses após a oferta desses serviços. 

Outro fator importante é que a inclusão dos aplicativos tem sido motivada, em parte, pela alta carga tributária e pela transição de regime fiscal. A sua utilização pode permitir que os provedores busquem alternativas para a tributação do Serviço de Comunicação Multimídia (SCM), o que permite aumentar o fluxo de caixa e reduzir contingências contábeis e jurídicas.

Cada vez mais, os provedores têm buscado aumentar o ticket médio oferecendo uma ampla gama de serviços digitais, de maneira diversificada para atingir diferentes públicos, e os SVAs tornam-se aliados na diversidade de produtos oferecidos, atendendo clientes que buscam serviços de streaming de filmes ou TV por streaming, até opções de música ou saúde online. As empresas de SVA atualmente oferecem consultorias especializadas nessa área, fornecendo assistência nessas questões.

Combinar esses serviços é incentivar a atualização de planos dos clientes existentes e atrair novos assinantes para a base. Nesta via de mão dupla, oportunidade para provedores e para empresas de Apps é o que não faltam.

Google Search Nitro News Brasil