Diabetes: especialista comenta sobre impactos na conquista pela gravidez

A maternidade é considerada um dos momentos mais aguardados por muitas mulheres no Brasil. Isso se dá pela perspectiva de continuidade familiar, possibilidade de evolução pessoal ou mesmo, transferência de afeto para alguém. Para alcançar esse objetivo, algumas mães se submetem a exames de rotina a fim de controlar suas taxas hormonais e outros componentes do corpo para que não afetem o desenvolvimento do bebê.

Porém, uma das doenças que têm dificultado a fertilidade da mulher nos últimos tempos, é a Diabetes. Dados da Organização Mundial de Saúde (WHO) demonstram que, na atualidade, mais de 420 milhões de pessoas possuem a doença no mundo e que esse número alarmante, preocupa as autoridades de saúde pela possibilidade dela afetar índices importantes para a qualidade de vida da população, como a reprodução.Por ter uma interferência direta com esse índice, a Drª Cristiane Coelho do Rio de Janeiro aponta os perigos que a Diabetes pode gerar para o processo de gravidez. “Um desequilíbrio em relação às taxas de glicose tem grandes chances de afetar a fertilidade dessa mulher, podendo causar hemorragias e abortos espontâneos, por exemplo. Além disso, essa mulher pode ter ainda problemas na formação genética do seu bebê, se a doença não estiver controlada”.

A médica alerta que a doença, considerada crônica, pode acometer outras funcionalidades do corpo, como o ciclo menstrual regular, dificultando assim a transformação de um útero num ambiente saudável para a implantação do embrião. Além do mais, a Drª salienta ainda que a melhor solução é a prevenção. Por isso, é importante que a paciente tenha hábitos saudáveis, uma prática regular de exercícios e um sono adequado para que este corpo possa estar em equilíbrio para receber o bebê e, ao mesmo tempo, minimizar os fatores de risco para a doença, como o sobrepeso e obesidade, por exemplo.

A Diabetes é considerada uma doença de grande importância para saúde pública e por isso, se tornou foco de ação dos órgãos de saúde. A fim de prevenir essa condição fisiológica, as autoridades incentivam profissionais, instituições e a população a minimizarem os fatores de risco para a doença, através de campanhas e eventos durante todo o ano, mas principalmente, no dia 14 de novembro, considerado o Dia Mundial da Diabetes.

Google Search Nitro News Brasil