Share

Contabilidade: tecnologia é vista como principal tendência

Uma pesquisa da Contábil Trends investigou quais as principais tendências para o mercado de contabilidade no Brasil. O aspecto mais citado foi a evolução da tecnologia: para 62,8% dos entrevistados, a transformação digital desempenhará um papel fundamental no futuro do setor. A consultividade (capacidade do contador em atuar como um consultor para os clientes) ocupa o segundo lugar, com 12,7% de menções.

A área que mais será impactada pela transformação digital nos próximos anos é o departamento fiscal, acreditam cerca de 70,1% dos entrevistados. Esse setor é responsável, entre outras funções, pelo cálculo e pagamento correto de impostos e envio de declarações. Logo em seguida, lembrado por 68,6% das pessoas ouvidas, vem o departamento contábil (cujas tarefas incluem o registro das movimentações financeiras de um negócio).

O estudo foi divulgado no segundo semestre de 2023 e ouviu mais de 700 empresas de diferentes regiões do Brasil, sendo que a maioria das pessoas que responderam à pesquisa ocupam cargos de liderança. Questionados sobre como classificariam a organização na qual atuam, 51,8% definem como “contabilidade digital”. Por outro lado, 37,2% identificam a empresa como uma “contabilidade tradicional” e 10,9%, como “on-line”. 

Ricardo Marquart, diretor-executivo da empresa de contabilidade CPA Prime, explica que cada modelo tem suas vantagens. “A contabilidade digital e online trazem maior agilidade, uma vez que 90% de suas operações contam com muitos sistemas de automação. É uma forte tendência, principalmente entre pessoas mais jovens com facilidade em processos online.”

Já a contabilidade tradicional também faz uso de tecnologias. No entanto, “mantém de 40% a 60% do processo mais humanizado. Ela gera um contato mais próximo entre cliente e contador, o que ajuda em situações de consultoria e esclarecimentos”, complementa Marquart.

A pesquisa questionou ainda o alcance geográfico das empresas: aproximadamente 63% disseram atender clientes de fora do município em que está sediado o escritório. Dessa porcentagem, 41,9% prestam atendimento para cidades do mesmo estado e 19,8% para outros locais do Brasil. Há, ainda, 1,7% dos entrevistados que declararam ter clientes no exterior.

Os dados, segundo o próprio estudo, podem “indicar o uso de tecnologia para conferir eficiência operacional acessando diversos órgãos do governo, enquanto o atendimento na mesma cidade pode ser facilitado por uma relação unificada com a prefeitura e proximidade física com o cliente, porém limitado em escala”.

Para Marquart, as empresas têm um desafio que vai além da tecnologia e exige um comportamento proativo e de constante adaptação por parte dos profissionais da área. 

“Com tantas mudanças para os próximos anos, como a adequação às novas regras tributárias, a contabilidade deve mudar o seu conceito, deixando de ser somente operacional e ter mais estratégia para tirar ações do papel e executar junto aos clientes”, acredita.

Para saber mais, basta acessar: https://www.cpaprimecontabilidade.com.br/

Google Search Nitro News Brasil