ter. abr 16th, 2024

Brasileiros aproveitam baixa taxa de desemprego nos EUA

By DINO mar12,2024

O mercado de trabalho nos Estados Unidos está em constante expansão e o país apresenta um cenário favorável para profissionais qualificados, com uma taxa de desemprego de 3,7%. Neste sentido, profissionais brasileiros com qualificação enxergam no país uma oportunidade para construir uma carreira promissora.

Dentre as áreas com maior demanda nos Estados Unidos nos últimos anos, estão Ciências, Saúde, Tecnologia, Engenharia e Matemática, que compõem a sigla STEM, para a qual o governo americano tem dado uma atenção especial, por meio do Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS).

De acordo com os sócios da Premium Global Mobility Partner, Bruno Lossio e Henrique Scliar, alguns estados americanos, como Nova Iorque, por exemplo, têm o PIB superior ao do Brasil, impulsionando o crescimento americano e gerando mais oportunidades de trabalho. “A economia americana é uma das maiores do mundo e essa demanda por mão de obra qualificada abre portas para profissionais ambiciosos que buscam alavancar suas carreiras”, destaca Bruno.



Salários competitivos e benefícios atrativos também são motivos que levam brasileiros qualificados a optarem por uma carreira nos Estados Unidos. “As empresas americanas reconhecem e valorizam o talento de estrangeiros e os profissionais que trabalham nos EUA podem esperar salários altamente competitivos, além de ótimos benefícios, como planos de saúde, seguro de vida, aposentadoria e programas de desenvolvimento profissional”, explica Henrique. Além disso, profissionais qualificados podem encontrar oportunidades em empresas de todos os portes, desde startups inovadoras até grandes corporações multinacionais. 

No entanto, para atuar profissionalmente nos Estados Unidos, é preciso ter visto de trabalho. De acordo com Henrique, o visto EB-2 NIW é uma opção que favorece profissionais qualificados. “Este visto é uma excelente porta de entrada para quem deseja trabalhar legalmente nos Estados Unidos, pois ele é um visto imigratório, ou seja, ele dá o direito ao Green Card, que é o documento de residência permanente no país. Além disso, ele dispensa o candidato de uma oferta de trabalho de uma empresa americana”, informa o sócio da Premium.

Este visto, conforme Bruno, é uma alternativa que permite aos candidatos obter uma dispensa dos requisitos tradicionais de certificação de trabalho e oferta de emprego, tornando-o uma rota popular para aqueles que se destacam em suas áreas de atuação. “Para ser elegível ao visto EB-2 NIW, é preciso preencher alguns requisitos. Sendo assim, formação acadêmica e experiência profissional são algumas das características que levam profissionais ao passo seguinte para aprovação do pleito imigratório”, diz Bruno.

Embora o próprio candidato possa aplicar para o visto EB-2 NIW, o auxílio de uma assessoria imigratória pode fazer diferença na hora de ter o pleito aprovado. De acordo com Bruno, este serviço é essencial para garantir que todos os requisitos sejam atendidos e que a aprovação do visto ocorra sem obstáculos. “Contar com uma assessoria imigratória é, sem dúvida, um diferencial, pois estes profissionais estão mais familiarizados com o sistema legal de imigração dos EUA e certamente vai facilitar na hora de ter o pleito aprovado”, assegura o advogado. 

Mais informações, contato e agendamento de consulta de elegibilidade podem ser acessados no site https://premiumgmp.com/

Veja também: