Dia da Terra é comemorado no dia 22 de abril

O Dia da Terra foi criado em um protesto em Nova York nos anos 70, liderado pelo ativista ambiental e senador estadunidense Gaylord Nelson. Já em 2009, a ONU (Organização das Nações Unidas) reconheceu o dia e passou a incentivar a luta em defesa do meio ambiente.

A data visa estimular tomadores de decisão e a comunidade em geral a adotar atitudes e ações em harmonia com a natureza. Promove reflexões sobre a importância do planeta e o desenvolvimento de uma consciência ambiental, de preservação de espécies e das questões climáticas.

“A emissão de gases de efeito estufa está contribuindo ativamente para o aumento da temperatura do planeta, visto que as práticas atuais têm levado ao rápido esgotamento de recursos naturais e a degradação ambiental”, pontua Vininha F. Carvalho, ambientalista e editora da Revista Ecotour News & Negócios.

A sustentabilidade é uma demanda crescente em todos os segmentos de mercado. Soluções que proporcionam redução no consumo de materiais e de energia ajudam a combater as emissões de gases de efeito estufa.

Felipe Seffrin, coordenador de comunicação do Akatu, enfatiza que é necessário mudar a forma de produção e consumo, desde a compra até o uso e o descarte, para modelos mais conscientes e sustentáveis. Praticando o consumo consciente, é possível regenerar ecossistemas e aliviar a carga pesada que é imposta ao planeta.

Estimativas da ONU apontam que os países de baixa renda precisariam investir 5,6% (27 bilhões de dólares por ano) de seu Produto Interno Bruto (PIB) para fechar a lacuna de financiamento. Os países de renda média baixa precisariam destinar 1,9% do PIB (136 bilhões dólares por ano), enquanto os países de renda média alta precisariam investir 1,4% de seu PIB (365 bilhões de dólares por ano), até 2030, para se adaptarem às mudanças climáticas.

Levantamento da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) apresentado em 2023 na COP28, em Dubai, nos Emirados Árabes, estima que serão necessários cerca de R$40 bilhões para descarbonizar a indústria brasileira até 2050.

“Além de muitas empresas já estarem adotando atitudes de conscientização, as pessoas também estão buscando alternativas mais sustentáveis na sua rotina. Uma sociedade que promove ações sustentáveis traz uma série de benefícios para o meio ambiente, obtendo melhor qualidade de vida, estabilidade econômica e reputação internacional”, finaliza Vininha F. Carvalho.

Google Search Nitro News Brasil