Grupo Entre patrocina piloto na Mercedes AMG Cup

O Grupo Entre, ecossistema de soluções em meios de pagamento, serviços agregados e soluções financeiras, está patrocinando o piloto Guilherme Franceschini em sua temporada de estreia na Mercedes AMG Cup. A categoria é uma das mais prestigiadas do automobilismo brasileiro. 

“O patrocínio foi uma baita oportunidade de mostrarmos para todo mundo que nós, da EntrePay e do Grupo Entre, apostamos em novos talentos. Nossa ideia é promover e dar condições para que o Guilherme possa crescer e atingir os objetivos dele. É a mesma cultura que a gente tem na EntrePay. Pegamos o cliente, tratamos com o nosso ecossistema e damos capacidade para que ele possa crescer e atingir sonhos grandes”, diz Antonio Freixo, o Mineiro, CEO do Grupo Entre, controlador da EntrePay.

A parceria com a Entre marca um ano redentor para o piloto de 25 anos, filho de Roberto Franceschini, um dos nomes do automobilismo dos anos 70, no Paraná. Guilherme corre de kart desde os 11 e vinha treinando para avançar de categoria, mas por pouco não ficou de fora da temporada deste ano. Uma tuberculose o levou a passar quase 30 dias internado na UTI, em estado grave, com 90% do pulmão comprometido, no final de 2023. “Acreditava que não conseguiria a tempo, mas acabei me recuperando muito rápido e a primeira coisa que fiz, assim que saí do hospital, foi reservar meu carro na Mercedes, antes mesmo de saber se conseguiria um patrocínio”, diz o piloto.

Em média, em condições normais, são necessários seis meses para uma equipe fechar um patrocínio e se inscrever na corrida. Guilherme, no entanto, se encontrou com o Grupo Entre em meados de janeiro, confirmou o patrocínio e conseguiu um encaixe na categoria. Em um mês, reuniu equipe e todos os equipamentos para a temporada, que disputa na categoria C300. 

A competição está indo para a quinta etapa. Na segunda e na terceira, Franceschini enfrentou problemas elétricos e mecânicos. Mas, na quarta, terminou duas provas com o carro inteiro, mesmo em condições climáticas inéditas para ele, que nunca havia corrido sob chuva. “Essa quarta etapa foi desafiadora, mas também bem bacana. Na segunda corrida do dia, conseguimos a 11a. colocação, entre 15 pilotos, mesmo com o meu motor muito mais fraco que os outros, porque ainda estamos com um problema mecânico a ser resolvido para a quinta etapa”, afirmou. 

Para ele, “as dificuldades fazem parte do jogo”. “O importante é que conseguimos acabar as duas corridas do dia e agora estou cada vez mais empenhado em superar todos os obstáculos”. 

As corridas são transmitidas ao vivo pelo canal Band Sports para quem quiser acompanhar de casa.

Google Search Nitro News Brasil