O registro, gravado em frente à delegacia de Bragança Paulista (SP), viralizou. Polícia diz que o zagueiro Renan estava sob influência de álcool e não tinha permissão para dirigir. Zagueiro foi preso e autuado por homicídio culposo.

Um vídeo mostra a revolta do amigo e patrão do motociclista morto na colisão com o carro dirigido pelo jogador Renan Silva, do Bragantino. O registro, gravado em frente à delegacia de Bragança Paulista (SP), viralizou (veja acima).

Segundo a polícia, o zagueiro havia consumido álcool em uma festa antes do acidente, que ocorreu na manhã desta sexta-feira (22). Renan, que não tinha licença para dirigir, segundo a polícia, foi preso e vai responder por homicídio culposo.

Jogador Renan, do Bragantino, foi preso e vai responder por homicídio culposo — Foto: Lucas Rangel/ TV Vanguarda

Jogador Renan, do Bragantino, foi preso e vai responder por homicídio culposo — Foto: Lucas Rangel/ TV Vanguarda

O jogador dirigia o carro que invadiu a contramão da rodovia estadual Alkindar Monteiro Junqueira e colidiu de frente com a motocicleta. O motociclista, de 38 anos, morreu no local.

Segundo amigos, Eliezer Pena, deixou a esposa e duas filhas. O patrão e amigo que aparece no vídeo viralizado não foi encontrado pelo g1 até a publicação da reportagem.

Eliezer Pena morreu atropelado por carro dirigido por jogador Renan, do Bragantino — Foto: Reprodução

Eliezer Pena morreu atropelado por carro dirigido por jogador Renan, do Bragantino — Foto: Reprodução

A embriaguez do jogador não foi constatada porque ele não apresentou sinais característicos e se recusou a fazer o teste do etilômetro. Porém, os policiais que atenderam a ocorrência afirmaram que sentiram o cheiro de bebida e que encontraram próximo ao carro uma garrafa de bebida.

Segundo a Polícia Civil, ele disse aos policiais que tomou gin na festa em que estava e que havia dormido ao volante. Apesar disso, ele permaneceu em silêncio durante depoimento na delegacia.

“O exame apontou negativo para a embriaguez, mas com base no depoimento dos policiais, nessa afirmativa dele de ter ingerido bebida nesta festa e ter a condução do veículo, ele está ́sendo autuado por homicídio culposo, com a qualificadora de estar sob efeito de álcool e também perdeu o direito de dirigir”, explica a delegada Aline Alessandra Marques Faria Ferreira.

Renan, que atuava pelo Palmeiras e estava emprestado para o Bragantino, foi levado para a cadeia de Piracaia e deve passar por audiência de custódia neste sábado (23). A defesa dele informou que vai se manifestar somente para a Justiça.

VÍDEO mostra revolta de patrão de motociclista morto em acidente causado por jogador — Foto: Reprodução

Renan chega a delegacia de Bragança Paulista — Foto: Lucas Rangel/TV Vanguarda

Sem habilitação

Após o acidente, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) esteve no local e constatou no atendimento que o jogador tinha odor de álcool, além de haver uma uma garrafa de bebida próximo ao veículo. Os agentes pediram que ele fizesse o teste do bafômetro, mas Renan se recusou e foi levado à delegacia.

De acordo com a Polícia Civil, o jogador contou aos policiais que antes do acidente havia passado a madrugada em uma festa em Campinas e confessou ter bebido no local.

Além disso, Renan não tinha habilitação. De acordo com a PRE, ele tinha uma permissão para dirigir, que é feita antes do documento oficial. No entanto, no período em que se está com a permissão, não é permitido cometer infrações, sob pena de perda, o que aconteceu com o jogador.

Ao g1, a defesa do jogador informou que só vai se manifestar em juízo.

Carro de jogador teve a frente destruída em acidente — Foto: Lucas Rangel/TV Vanguarda

Carro de jogador teve a frente destruída em acidente — Foto: Lucas Rangel/TV Vanguarda

Vítima estava em uma motocicleta — Foto: Lucas Rangel/TV Vanguarda

Vítima estava em uma motocicleta — Foto: Lucas Rangel/TV Vanguarda

Jogador foi emprestado pelo Palmeiras

Renan é do Palmeiras e foi emprestado ao Bragantino em abril deste ano. Desde então, vem ocupando a posição de zagueiro. Ele chegou no time para ocupar a vaga de Fabrício Bruno, que foi para o Flamengo. O jogador está no Palmeiras desde o sub-13 e subiu ao profissional em 2020. O contrato com o time tem validade até 2025.

Em nota, o Palmeiras informou que está em contato com o Red Bull Bragantino a fim de acompanhar o caso de perto e prestar toda a assistência necessária aos familiares da vítima.

O Bragantino informou que se solidariza com a família e que vai rescindir o contrato.

Sobre o autor