Ex-parlamentar foi baleado em Campo Grande, bairro da zona oeste carioca

O ex-vereador Jerônimo Guimarães Filho foi alvejado por homens com fuzil que passavam pela Estrada Guandu do Sapê, em Campo Grande, enquanto ele saía do centro social mantinha no bairro. O crime aconteceu por volta das 16h. Ele chegou a ser socorrido e foi levado para o Hospital Oeste D’Or, mas não resistiu. Um homem, identificado como um dos cunhados do miliciano, estava com ele no momento dos disparos e também foi ferido e encaminhado para o Hospital Rocha Faria.

A Polícia Militar do Rio de Janeiro confirmou o óbito nesta tarde.

Jerominho é apontado pelas autoridades como o fundador da milícia Liga da Justiça, grupo criminoso que pratica homicídios e cobra taxas de moradores da Zona Oeste da cidade.

O político foi um dos 227 indiciados na CPI das Milícias, que terminou em 2008, mas foi preso um ano antes e permaneceu em penitenciárias federais por 11 anos em decorrência de outros crimes, até ser solto em 2018. Jerominho chegou a cogitar uma candidatura à Prefeitura do Rio em 2020, mas desistiu de concorrer ao pleito.