Cirurgiã Thamy Motoki explica quais são os procedimentos mais desejados pelos homens, como eles se comportam e os cuidados importantes

            Foi-se o tempo em que apenas as mulheres buscavam melhorar a aparência e recorriam a procedimentos estéticos e cirurgias plásticas. Hoje em dia é cada vez mais comum o interesse dos homens por esses assuntos. E os cuidados com o visual deixaram de ser exclusividade do público feminino.

            Aliás, a data de 15 de julho é marcada como Dia Nacional do Homem, justamente para lembrar os cuidados importantes quanto à saúde e o bem-estar masculino.

            Para se ter uma ideia, de acordo com dados da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), em um período de 5 anos, a busca dos homens por cirurgia plástica quadruplicou, passando de 72 mil para 276 mil ao ano, uma média de 31,5 procedimentos por hora. Números realmente contundentes.

“Esse é um movimento crescente nos últimos anos, facilmente notado nos consultórios de cirurgia plástica. Cada vez os homens estão cuidando mais do corpo, investindo na sua aparência física e realizando mais cirurgias estéticas do que em outras épocas”, explica a cirurgiã plástica Thamy Motoki, de São Paulo, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

E se no Brasil os números de cirurgias em homens não para de crescer, no mundo o cenário também é igual. “Estatísticas da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) mostram que em 2020 foram realizadas 1.384.883 cirurgias plásticas estéticas em homens (13,4% do total) em todo o mundo”, ressalta a médica.

Pois é, parece que eles deixaram, mesmo, de lado o preconceito e estão empolgados em transformar o que incomoda na aparência. “No geral, as cirurgias mais procuradas pelo público masculino são blefaroplastia (cirurgia das pálpebras), lipoaspiração e correção de ginecomastia (quando há o aumento das mamas)”, explica a médica.

Mas, se eles têm demonstrado muito interesse nos cuidados estéticos, também rola aquele medo de partir para uma mesa de cirurgia. De acordo com a Dra. Thamy, muitos homens se empolgam, mas quando vai chegando perto da data agendada para o procedimento, acabam, muitas vezes, adiando a intervenção. Bem diferente do que acontece com as mulheres, que ficam ansiosas para resolver logo a questão. “Os homens adiam bastante a cirurgia, mas por fim, quando decidem operar e depois enxergam os resultados ficam bastante satisfeitos”, conta a especialista.

E se eles sentem um pouco de medo antes da cirurgia, o pós-operatório acaba sendo, de certa forma, tranquilo para os homens. Por sua experiência, a Dra. Thamy conta que o público masculino consegue lidar bem com os cuidados pós-cirúrgicos. “A famosa frase “homem não chora” entra em ação. Às vezes reclamam um pouco do uso das malhas cirúrgicas, mas nada que atrapalhe a evolução pós-operatória”, brinca a profissional.

Depois que observam os resultados e percebem que cirurgia plástica não é assim, um bicho de sete cabeças, os homens acabam até se empolgando, como já acontece com as mulheres. E depois de uma primeira intervenção, muitos deles retornam para melhorar alguma outra região do corpo e ficar com a autoestima mais elevada. “Eles ficam empolgados querendo melhorar cada vez mais a aparência”, pontua a cirurgiã.

Ainda assim, apesar da vontade de se cuidar e corrigir coisas que causam incômodos ou até traumas e complexos (como no caso do aumento das mamas, por exemplo), sempre é preciso ter cuidado e muita segurança na hora de optar por uma cirurgia plástica.

“O primeiro passo é procurar um cirurgião (ã) plástico capacitado e de confiança para se consultar. Em segundo lugar, o paciente deve esclarecer com seu médico(a) todas as dúvidas, até mesmo aquelas que ele possa considerar “bobas”. Sempre digo aos meus pacientes que para operar deve haver 100% de certeza e nenhuma dúvida. O planejamento pré-operatório em conjunto com o cirurgião(ã) é superimportante. Entender como será a cirurgia, o pós-cirúrgico e a recuperação ajudam bastante a enfrentar as etapas de todo o processo”, aconselha Thamy Motoki.

(Dra. Thamy Motoki)

Fonte: Da Redação