seg. abr 15th, 2024

Lula se reúne com Tarcísio após sobrevoar áreas atingidas por fortes chuvas no litoral de SP

By Clayton fev20,2023

Pelo menos 36 pessoas de São Sebastião e Ubatuba morreram após temporal neste fim de semana. Governo reconheceu situação de calamidade e enviou agentes da Defesa Civil à região.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou por volta do meio-dia desta segunda-feira (20) à cidade de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, após as fortes chuvas que ocorreram na região neste fim de semana.

Por volta das 10h15 desta segunda, o petista desembarcou na Base Aérea de São José dos Campos (SP). Do local, Lula partiu em um helicóptero do Exército com destino a São Sebastião. Ele sobrevoou áreas atingidas pelas tempestades (veja no vídeo acima divulgado pelo Palácio do Planalto).

Em São Sebastião, o petista se reuniu com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) e com o prefeito da cidade, Felipe Augusto (PSDB).



O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, Lula e o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, em reunião com ministros — Foto: Divulgação
O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, Lula e o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, em reunião com ministros — Foto: Divulgação

Depois, o presidente fez uma declaração à imprensa, em que pregou união e prometeu construir casas para famílias atingidas.

Antes da viagem a São Paulo, Lula estava desde a última sexta-feira (17) no litoral da Bahia, onde passava o feriado de Carnaval.

Neste domingo (19), em uma rede social, ele informou que viajaria a São Paulo para acompanhar os trabalhos de enfrentamento à tragédia provocada pelo temporal deste fim de semana. Pelo menos, 35 pessoas morreram em São Sebastião e uma em Ubatuba.

Dezenas de pessoas ficaram sob escombros e trechos de rodovias foram interditados.

Segundo informou a Defesa Civil, o volume de chuva nas últimas 24 horas superou o esperado para todo o mês de fevereiro em três cidades do Litoral Norte.

Lula embarca em helicóptero para visitar áreas atingidas por chuvas no litoral de SP — Foto: Reprodução
Lula embarca em helicóptero para visitar áreas atingidas por chuvas no litoral de SP — Foto: Reprodução

Ações emergenciais

 

Conforme a agenda presidencial, em São Sebastião, o petista faz uma declaração à imprensa e anúncios de ações emergenciais para a população atingida.

Pelo menos quatro ministros acompanham Lula na visita ao litoral paulista. Entre eles, os titulares da Casa Civil, Rui Costa; dos Transportes, Renan Filho; e da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta.

Em entrevista à GloboNews, Paulo Pimenta afirmou que é necessário aprimorar o sistema de alertas sobre ocorrência de temporais.

“Eu fiz questão de buscar todas as informações sobre todos os anúncios, todos os alertas de prevenção que foram feitos desde a semana passada. Foram 120 alertas. Conversei aqui com o chefe da Defesa Civil, me relatou, passo a passo, todos os informes, todos os alertas. […] Acionamos e pedimos todo o empenho do governo de estado, das prefeituras, dos órgãos federais, para que esse alerta fosse dado. Temos sempre que aprimorar esses mecanismos”, afirmou o chefe da Secom.

O governo federal já anunciou o envio de agentes da Defesa Civil Nacional para ajudar na assistência das vítimas e no apoio às áreas afetadas.

Além disso, reconheceu a situação de calamidade na cidade de São Sebastião, medida que facilita o envio de verbas e suporte federais para o local.

O ministros dos Portos e Aeroportos, Márcio França, informou neste domingo que vai liberar R$ 2 milhões para ações em cidade atingidas por temporais em São Paulo. Os recursos, segundo o ministro, sairão da Autoridade Portuária de Santos, a administradora do Porto de Santos, uma estatal federal.

Janja presta solidariedade

Em uma rede social, a primeira-dama, Janja da Silva, lamentou os desastres provocados pelas chuvas no Litoral Norte de SP. Ela também prestou solidariedade às famílias das vítimas.

“Ver as praias e morros desfigurados, as pessoas sofrendo, me enche de tristeza e angústia. A superação deste momento tão difícil para o litoral de SP, em especial São Sebastião, virá com união de esforços do Governo Federal, Estadual e municipais”, escreveu Janja.

Kits de Medicamentos

 

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira que serão enviados à região três kits de medicamentos, que podem atender cerca de 4,5 mil pessoas por um mês.

Cada kit, de acordo com a pasta, contém 25 tipos de medicamentos e 13 insumos, que podem ser utilizados em situações de emergência.

Mantimentos

 

Em uma rede social, o ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, disse que empresas do setor portuário doaram 30 toneladas de mantimentos, como água potável, alimentos e produtos de limpeza para as famílias que vivem nas regiões atingidas pelas tempestades.

Os itens serão transportados do Porto de Santos para São Sebastião em um navio da Marinha, conforme o ministro.

Transportes

 

Nesta segunda-feira, o Ministério dos Transportes divulgou nota na qual afirma que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está atuando 24 horas por dia na manutenção preventiva de pontes e rodovias.

A pasta declarou também que atua em conjunto com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Polícia Rodoviária Federal e a Defesa Civil para atender eventuais ocorrências no tráfego de veículos. “Não faltarão recursos materiais e financeiros”, diz a nota.

O Ministério dos Transportes pede ainda atenção a motoristas que transitam pelas rodovias da região e que eles comuniquem às autoridades eventuais sinais de risco.

Petrobras

 

Em uma rede social, o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, disse que a estatal está ajudando com maquinário e equipe para apoio às operações de socorro.

“O terminal de São Sebastião também está servindo de ponto de apoio à Polícia Militar, Defesa Civil e autoridades, que estão utilizando nosso heliponto enquanto for necessário”, afirmou Prates.

Veja, abaixo, as principais informações sobre a tragédia:

  • No Litoral Norte, morreram ao menos 36 pessoas, sendo 35 em São Sebastião e uma em Ubatuba, informaram as prefeituras.
  • Uma das vítimas é uma menina de 7 anos que, na madrugada deste domingo, teve a casa destruída por uma pedra de duas toneladas em Ubatuba. Em São Sebastião, uma mulher de 35 anos morreu depois que a casa dela foi atingida por uma árvore.
  • Em São Sebastião, uma criança de 2 anos foi resgatada após ter ficado horas sob os escombros. Também na cidade, as equipes resgataram uma mulher em trabalho de parto que estava isolada – a mãe e o bebê ficaram bem.
  • Segundo o governo estadual, mais de 560 pessoas precisaram deixar suas casas no litoral. De acordo com registros oficiais, 228 pessoas ficaram desalojadas, e 338, desabrigadas.
  • O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), afirmou neste domingo que 50 casas desabaram na cidade e disse: “Cena assustadora”.
  • O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), decretou estado de calamidade em Guarujá, Bertioga, São Sebastião, Caraguatatuba, Ilhabela e Ubatuba.
  • Helicópteros da PM enfrentaram dificuldades para resgatar vítimas devido ao tempo fechado. O Exército enviou aeronaves para ajudar nos trabalhos. A operação de buscas em São Sebastião e Ubatuba envolve mais de 100 bombeiros.
  • Em vários pontos do litoral paulista, houve registros de falta de água, luz e sinal de celular.

Veja também: