Share

Magno Malta é denunciado ao Conselho de Ética e STF por fala sobre Vini Jr.

Senador do PL é alvo de investigação por comentários racistas e ofensivos sobre o jogador Vinicius Júnior

Magno Malta comentou sobre o caso Vini Jr durante a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, nesta terça-feira (23/5)
(foto: Moreira Mariz/Agência Senado)

O senador Magno Malta, do Partido Liberal (PL), será alvo de investigação devido às suas declarações controversas sobre o caso de racismo envolvendo o jogador Vini Jr., do Real Madrid. Malta afirmou que a imprensa “revitimizou” o jogador ao dar destaque ao incidente. Além disso, convocou associações de defesa dos animais para defender os macacos e fez comentários ofensivos, mencionando que se fosse Vini Jr., entraria em campo com uma leitoa branca para demonstrar que “não tem nada contra brancos”.

Veja vídeo:

Após o episódio, o líder do Partido dos Trabalhadores (PT) no Senado, Fabiano Contarato, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de um inquérito policial por injúria racial contra Magno Malta, em decorrência das suas declarações sobre o jogador brasileiro.

O Partido Socialismo e Liberdade (Psol) também anunciou que irá apresentar uma representação contra o senador Magno Malta no Conselho de Ética do Senado, além de registrar uma notícia-crime junto ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Repercussão nas redes sociais e no Senado

O ataque racista sofrido por Vini Jr. durante a partida entre Real Madrid e Valencia no último domingo mobilizou redes sociais, entidades e figuras emblemáticas do futebol e da política.

Durante uma sessão da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal nesta terça-feira, Magno Malta fez comentários sobre o caso. Ele questionou onde estavam os defensores dos animais que não se manifestavam em defesa dos macacos. Em suas palavras: “Veja quanta hipocrisia. E o macaco é inteligente, é bem pertinho do homem, a única diferença é o rabo. É ágil, alegre, tudo o que você possa imaginar ele tem”.

O senador prosseguiu com suas declarações, mencionando que, se fosse um jogador negro, entraria em campo com um leitão branco nos braços, dando um beijo no animal e afirmando que não tem nada contra pessoas brancas, mesmo que haja algum motivo.

A repercussão do vídeo gerou indignação e críticas nas redes sociais, com diversas pessoas repudiando as declarações do senador.

Investigações em andamento

Diante da gravidade das declarações, a atuação do Conselho de Ética do Senado e do Supremo Tribunal Federal se faz necessária para apurar e tomar as devidas providências sobre o caso.

A denúncia apresentada por Fabiano Contarato ao STF busca uma investigação aprofundada para averiguar as falas racistas proferidas pelo senador. Já no Conselho de Ética do Senado, o Psol irá requerer medidas disciplinares cabíveis contra Magno Malta.

A sociedade aguarda agora as decisões e os desdobramentos dessas investigações, com a expectativa de que atos de racismo e discriminação sejam combatidos e punidos de acordo com a lei, garantindo a igualdade e o respeito entre todos os cidadãos.

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil