Share

Hacker afirma que Bolsonaro perguntou se poderia invadir urnas eletrônicas

Um encontro inusitado no Palácio da Alvorada veio à tona nesta quarta-feira (2) com as declarações do hacker Walter Delgatti Neto, que está sob prisão preventiva pela Polícia Federal (PF). Delgatti relatou que o ex-presidente Jair Bolsonaro o questionou sobre a possibilidade de invadir as urnas eletrônicas, conforme mencionado na decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, responsável por autorizar a operação policial.

No encontro, que ocorreu em Brasília, Bolsonaro teria perguntado a Delgatti se ele poderia invadir as urnas eletrônicas caso tivesse acesso ao código-fonte. O hacker explicou que essa ideia não avançou devido ao acesso restrito ao código-fonte, concedido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apenas em sua sede, o que tornava impossível seu deslocamento até lá.

A deputada federal Carla Zambelli, do Partido Liberal (PL-SP), também se viu envolvida nesse contexto. Segundo Zambelli, Delgatti ofereceu ao partido um “serviço de participar de uma espécie de auditoria das urnas eletrônicas durante os primeiros e segundos turnos”. Entretanto, após o encontro com Bolsonaro, não houve mais contato entre o hacker e o presidente.

No depoimento prestado às autoridades, Delgatti afirmou categoricamente que Bolsonaro não teve envolvimento com a invasão ao sistema do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A investigação sobre o caso segue em curso para esclarecer todos os detalhes relacionados à invasão e às supostas tentativas de acesso às urnas eletrônicas.

Repercussão política e jurídica

As revelações de Delgatti causaram grande repercussão no cenário político brasileiro. A segurança das urnas eletrônicas e a integridade do sistema eleitoral são temas sensíveis e cruciais para a democracia do país. Diante disso, a PF e o STF estão conduzindo a investigação com cautela e rigor, visando identificar a real extensão das ações do hacker e eventuais cumplicidades.

A seriedade das alegações trazidas por Delgatti fez com que diversos líderes partidários e parlamentares se manifestassem publicamente sobre o caso. O debate em torno da confiabilidade das urnas eletrônicas e a necessidade de reforçar a segurança do sistema ganhou destaque nas discussões políticas.

Envolvimento da deputada Carla Zambelli

O envolvimento da deputada Carla Zambelli na oferta de um “serviço de auditoria” das urnas eletrônicas levanta questionamentos sobre sua participação no episódio. Zambelli, conhecida por ser uma das apoiadoras do governo Bolsonaro, tem sido alvo de especulações e pedidos de esclarecimentos por parte de outros parlamentares.

A deputada, por sua vez, afirmou publicamente que está à disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos necessários e colaborar com a investigação em curso. A conduta de Zambelli durante as apurações será avaliada de perto pelos órgãos competentes, garantindo assim a transparência e a imparcialidade do processo.

Consequências jurídicas para o hacker

Walter Delgatti Neto enfrentará as consequências legais decorrentes de suas ações. A prisão preventiva decretada pela PF é um dos desdobramentos da investigação e garante que ele permanecerá sob custódia até que sua responsabilidade seja devidamente apurada e julgada.

O hacker deverá responder por seus atos perante a justiça, e sua colaboração durante as investigações pode ser considerada para determinar a dimensão de sua culpabilidade. Os desdobramentos judiciais do caso podem se estender por um período prolongado, dado o interesse nacional e a complexidade das questões envolvidas.

Conclusões e expectativas futuras

As declarações do hacker Walter Delgatti Neto sobre o encontro com o ex-presidente Jair Bolsonaro levantaram um debate acalorado sobre a segurança das urnas eletrônicas e a integridade do sistema eleitoral brasileiro. A partir dessas informações, as autoridades responsáveis conduzem uma investigação detalhada para apurar a veracidade dos relatos e a extensão dos acontecimentos.

O desenrolar dos acontecimentos nos próximos dias e semanas será fundamental para esclarecer as dúvidas e trazer à tona informações cruciais para a democracia do país. Nesse cenário de incertezas e questionamentos, a sociedade brasileira se mantém atenta às ações das autoridades e aguarda ansiosamente por respostas e soluções que garantam a integridade do processo eleitoral e a confiabilidade das urnas eletrônicas.

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil