Share

Crise no Rio: Mais de 30 ônibus incendiados após morte do sobrinho do miliciano Zinho, conhecido como Faustão

Onda de violência atinge zona oeste do Rio em resposta à operação policial

Mais de 30 ônibus foram incendiados em diferentes pontos da zona oeste do Rio de Janeiro, incluindo cinco articulados do BRT Foto: RECORD Divulgação

Ônibus incendiados e tensão na zona oeste do Rio

Mais de 30 ônibus foram incendiados em diversos pontos da zona oeste do Rio de Janeiro após a morte de Matheus Rezende, conhecido como Faustão, sobrinho do miliciano Zinho. O incidente ocorreu durante uma operação policial em Santa Cruz, nessa segunda-feira (23).



Violência em resposta à ação policial

O ataque foi uma resposta à ação da Polícia Civil, que resultou no ferimento de Matheus Rezende, apontado como o segundo homem na hierarquia da milícia na região. A vítima foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Tensão nas ruas do Rio

A tensão nas ruas da cidade se intensificou com a notícia da morte de Faustão e os ataques a ônibus. A polícia agiu rapidamente para conter a situação, com o Comando de Operações Especiais da Polícia Militar enviando equipes para os locais afetados.

Rio em estágio de mobilização

Como resposta aos ataques, a cidade do Rio entrou em estágio de mobilização, o segundo nível em uma escala de cinco, que considera os riscos de ocorrências de alto impacto no município. O Centro de Operações da Prefeitura do Rio alertou sobre manifestações em várias áreas da zona oeste, incluindo Magarça, Paciência, Cosmos, Santa Cruz e Inhoaíba.

Linhas de ônibus interrompidas por segurança

A situação de violência afetou o transporte público, com linhas do corredor Transoeste interrompidas. Apenas algumas rotas, como as linhas 13–Alvorada x Mato Alto (Expresso), 25–Alvorada x Mato Alto (Parador) e 22–Jd. Oceânico x Alvorada (Parador), estão operando, conforme informou a Mobi Rio.

Caos nas vias e transporte comprometido

Paulo Valente, porta-voz da Rio Ônibus, relatou que, além dos ônibus incendiados, barricadas foram erguidas e vias interditadas, tornando a locomoção na zona oeste extremamente desafiadora. Empresas de transporte coletivo optaram por recolher ou parar seus veículos, impactando o retorno dos cariocas para casa.

Quem é Zinho?

Luis Antônio da Silva Braga, conhecido como Zinho, é um dos criminosos mais procurados no Estado do Rio de Janeiro. Ele assumiu a liderança da milícia que atua na zona oeste após a morte de seu irmão, Wellington da Silva Braga, também conhecido como Ecko, em 2021. A atuação desses milicianos tem gerado ondas de violência e instabilidade na região.

Este texto aborda os incidentes recentes no Rio de Janeiro, incluindo o ataque a ônibus em resposta à morte de Faustão, sobrinho do miliciano Zinho, e a subsequente crise na zona oeste da cidade. Ações da polícia e a situação do transporte público também são destacadas, juntamente com informações sobre os criminosos envolvidos na região.

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil