URGENTE: Defesa Civil Ordena Evacuação de Área em Risco de Afundamento em Maceió nesta sexta (01/12)

Maceió enfrenta crise iminente de afundamento devido a mina de sal-gema; Defesa Civil ordena evacuação urgente. Braskem paralisa atividades preventivamente. Cinco abalos sísmicos em novembro elevam risco de colapso. Origem do problema relacionada à extração de minério; prefeitura e Braskem firmam acordo de indenização de R$ 1,7 bilhão para obras estruturantes e Fundo de Amparo aos Moradores. Cidade em alerta máximo aguarda desenvolvimento de medidas preventivas.

Na madrugada desta quinta-feira (30), a Defesa Civil de Alagoas recebeu ordem judicial para evacuar uma área em Maceió que está em “risco iminente de colapso” devido a uma mina de sal-gema explorada pela Braskem. A medida afetou 23 residências próximas a Mutange, bem como os bairros Bom Parto e Bebedouro.

A situação crítica alerta para possíveis consequências devastadoras, e a Defesa Civil recomenda precaução, inclusive evitando a circulação de embarcações e da população na área desocupada. A ameaça de colapso, além de impactar diretamente os residentes, pode desencadear efeitos cascata em outras minas.

Alerta de Risco Sísmico e Preocupações Governamentais

O governo do estado reportou cinco abalos sísmicos em novembro na região, intensificando a preocupação com o agravamento do quadro na área desocupada. A Defesa Civil de Maceió destaca o risco iminente de colapso em uma das minas monitoradas, alertando sobre possíveis impactos generalizados na cidade.

O coordenador-geral da Defesa Civil, coronel Moisés Melo, ressalta a incerteza sobre a intensidade, mas destaca que a ruptura na região pode afetar serviços essenciais, como o abastecimento de água, energia e gás em toda a capital.

Posicionamento da Braskem e Medidas Preventivas

Em nota, a Braskem afirma acompanhar continuamente os dados de monitoramento compartilhados em tempo real com a Defesa Civil Municipal. A empresa destaca a paralisação de todas as atividades na Área de Resguardo, implementando medidas preventivas para compreender a ocorrência.

A concentração de registros próximos à Av. Major Cícero de Goes Monteiro levou à isolamento preventivo da área, seguindo os protocolos da companhia e da Defesa Civil.

Origem do Problema e Acordo Municipal

A instabilidade no solo de Maceió é resultado da extração de sal-gema do subsolo, resultando no afundamento de cinco bairros. O vazamento de líquido químico após a extração levou a desabamentos, com os tremores relacionados à acomodação do solo.

Em julho deste ano, a prefeitura de Maceió e a Braskem firmaram um acordo de indenização de R$ 1,7 bilhão, visando compensar o afundamento dos bairros iniciado em 2018. Esses recursos serão direcionados para obras estruturantes na cidade e para a criação do Fundo de Amparo aos Moradores (FAM).

Conclusão: Cidade em Alerta, Medidas em Andamento

A urgência na evacuação destaca a gravidade da situação em Maceió, onde a população aguarda aprofundamento das ações preventivas enquanto a cidade enfrenta a ameaça de colapso. A parceria entre órgãos governamentais e a Braskem reflete a necessidade de soluções estruturais para mitigar os impactos e assegurar a segurança da população. A situação permanece dinâmica, com a cidade em alerta máximo até nova ordem.

 

Uma pessoa apaixonada por esportes, praias e pela leitura de clássicos literários como "Dom Casmurro", além de obras contemporâneas como "O Código Da Vinci" e explorando questões fascinantes sobre a "Origem da Vida", sempre buscando cativar as pessoas.

Google Search Nitro News Brasil