Suspeito de Feminicídio em Franca Fez Chamada de Vídeo com Corpo da Vítima, Diz Polícia

A cidade de Franca, SP, foi palco de um crime brutal que chocou a população nesta quarta-feira (21). O principal suspeito, Kaio Ignácio da Rocha, de 27 anos, é acusado de matar a companheira Sara Cristina Candeias Carvalho, de 24 anos, e, de forma estarrecedora, fez uma chamada de vídeo com o corpo da vítima para sua ex-namorada, de acordo com informações da Polícia Militar. O caso é tratado como feminicídio.

Sara Cristina Candeias Carvalho foi encontrada carbonizada em Franca (SP). Companheiro dela, Kaio Ignácio da Rocha é o principal suspeito do crime, diz polícia — Foto: Reprodução

Segundo relatos da polícia, a ex-namorada de Kaio acionou as autoridades após receber uma ligação em que ele confessava o crime. O suspeito fugiu do local onde o corpo carbonizado de Sara foi encontrado antes da chegada das autoridades. O casal residia na Rua Hercílio Rosa de Azevedo, no bairro Jardim Aeroporto II.

Vizinhos revelam que as brigas entre o casal eram frequentes, tanto dentro de casa quanto nas ruas. Cleber Alex da Silva, técnico em informática e vizinho do casal, descreve as noites turbulentas: “Quase toda madrugada tinha briga. Inclusive a gente nem dormia direito, esperando alguma coisa acontecer.”

A situação já havia chamado a atenção das autoridades anteriormente, quando, em 6 de janeiro deste ano, foi registrada uma ocorrência de tentativa de feminicídio envolvendo o mesmo casal. Na ocasião, Sara ficou ferida após ser agredida com uma faca e um martelo por Kaio. Mesmo após a denúncia, Sara voltou a viver com o agressor.

Na madrugada do crime, testemunhas relataram ter ouvido gritos da vítima e de um bebê. Sara era mãe de uma criança de sete meses, mas Kaio não era o pai. A menina foi encontrada posteriormente a cerca de um quilômetro de distância do local do crime, na casa de conhecidos de Kaio.

Kaio Ignácio da Rocha é o principal suspeito de matar Sara Cristina Candeias Carvalho em Franca, SP — Foto: Arquivo pessoal
Kaio Ignácio da Rocha é o principal suspeito de matar Sara Cristina Candeias Carvalho em Franca, SP — Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil registrou o caso como feminicídio e está investigando os detalhes do assassinato, incluindo como a vítima foi morta antes de ter o corpo queimado. Até o momento da publicação desta matéria, Kaio Ignácio da Rocha não havia sido localizado pelas autoridades, deixando a população local em estado de choque diante da brutalidade do crime.

Faça mais pelo seu site