Suzane von Richthofen se muda para Bragança Paulista e dá à luz ao primeiro filho um ano após sair da prisão

Condenada por crime chocante, Suzane oficializa novo endereço à Justiça e inicia vida em regime aberto no interior de São Paulo

Suzane von Richtofen durante saidinha da P1 em Tremembé em 2018 — Foto: Luara Leimig/TV Vanguarda

Bragança Paulista, SP – Suzane von Richthofen, conhecida por sua participação no chocante crime que resultou na morte de seus pais em 2002, está novamente nos holofotes ao mudar seu endereço para Bragança Paulista, interior de São Paulo. A mudança foi oficializada à Justiça em dezembro de 2023, meses após a concessão de seu regime aberto em janeiro do mesmo ano. Neste sábado (27), Suzane deu à luz ao seu primeiro filho em Atibaia, cidade vizinha à sua nova residência. Ela e o bebê passam bem, segundo informações divulgadas por fontes próximas.

Desde agosto de 2023, Suzane já era vista na cidade de Bragança Paulista, situada a 87 km da capital paulista. No entanto, a transferência do processo de execução penal para a Comarca de Bragança Paulista só foi oficializada em dezembro do mesmo ano. A medida exigiu que Suzane realizasse um cadastro na Vara de Execuções Criminais do Fórum, cumprindo as condições impostas pela Justiça para seu regime aberto.

Uma das obrigações da condenada é informar sempre seu endereço de residência, sob pena de revogação do benefício. Além disso, Suzane deve realizar acompanhamento psiquiátrico e psicológico, sendo o atendimento inicial previsto na rede pública de Bragança Paulista.

Acompanhamento Médico na Rede Pública

Conforme apurado pelo G1, Suzane esteve no Ambulatório de Especialidades Setor de Saúde Mental para uma consulta de triagem, argumentando que já faz acompanhamento na rede particular. A condenada busca retomar sua vida após cumprir parte da pena de 39 anos e seis meses, originalmente estabelecida em 2006. Com a revisão, sua pena agora se encerra em 25 de fevereiro de 2038.

Suzane von Richthofen deixa a prisão para ‘saidinha’ temporária de Natal e Ano Novo — Foto: TV Vanguarda/Reprodução

Progressão de Pena e Regime Aberto

Suzane von Richthofen conquistou o regime semiaberto em outubro de 2015, após 20 anos de reclusão. Sua permissão para saídas temporárias foi concedida em 2015, durante a Páscoa. A busca pela progressão ao regime aberto, iniciada em 2017, só foi alcançada em janeiro de 2023, após avaliação da 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté.

No regime aberto, a condenada tem a possibilidade de cumprir sua pena fora da prisão, trabalhando durante o dia e se recolhendo à noite em uma casa de albergado. A obediência a regras específicas, como permanecer no endereço determinado, cumprir horários e não se ausentar sem autorização judicial, são essenciais para manter o benefício.

O Tribunal de Justiça, em nota, confirmou que o caso corre sob segredo, respeitando as normas da Lei de Execução Penal. Suzane von Richthofen enfrenta agora os desafios de reconstruir sua vida, enquanto a sociedade observa atentamente os desdobramentos de sua trajetória pós-prisão.

Faça mais pelo seu site