seg. maio 20th, 2024

Multinacional referência em tecnologia, construção e agronegócio, inicia projeto de expansão no Brasil.

By Thiago Michelasi maio16,2024

A Ploutus Holdings, presente nos 5 continentes, está consolidando sua parceria com a visita do seu CEO Sanoj Dhamindranath, que esteve no Brasil, na capital paulista recentemente e planejando a expansão comercial.

O Grupo vem planejando a expansão estratégica no promissor mercado brasileiro há vários anos e, na última terça-feira (07/05), o projeto se concretizou.

A empresa desempenha funções estratégicas seniores em empresas de capital aberto, privadas e governamentais, estendendo seus empreendimentos para fora dos Estados Unidos e Emirados Árabes. A Ploutus está presente em 5 continentes, 24 países e 14 setores e pretende ampliar sua referência nos mercados de tecnologia, construção e agronegócio.

“O Brasil oferece um cenário atraente para expansão devido ao seu crescente mercado consumidor no segmento de tecnologia. A área brasileira também oferece oportunidades de crescimento devido ao potencial agrícola do país”, diz Sanoj, mais conhecido como OJ.

A Ploutus Holdings desenvolveu uma rede de investidores, líderes empresariais, advogados, bancos e parceiros, com foco em impactar as futuras gerações ao incorporar todas as suas soluções no Brasil.

A expansão é resultado da parceria entre Gabriella Couto, CEO da Vivere Press, especialista em branding e mercado internacional, e Sanoj Dhamindranath, empreendedor com mais de 20 anos de experiência em gestão executiva em diversos países, que promete elevar o mercado, criando novas estratégias e soluções disruptivas e exclusivas.

A parceria entre a Vivere (presente na Europa e no Brasil) e a multinacional Ploutus surgiu de uma visão partilhada de criar um impacto significativo no mundo dos negócios. Dhamindranath acredita que a combinação das suas experiências em estratégia e inovação irá mudar positivamente a forma como as empresas atuam no mercado multinacional:
-“O meu objetivo de impactar gerações concretiza-se através do desenvolvimento de projetos que impactam vidas e reduzem a pobreza, e nisso temos em comum com a Vivere”, conclui OJ.