Aprovação do Governo Lula Atinge 49% em Janeiro de 2024, Revela Pesquisa PoderData

Índice de Aprovação do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) Sobrepõe Desafios Políticos

A mais recente pesquisa PoderData, realizada entre os dias 27 e 29 de janeiro, revelou que a aprovação ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) atingiu 49%. Esse número representa um aumento significativo de três pontos percentuais em comparação com o levantamento anterior, realizado em dezembro de 2023.

A desaprovação à gestão do petista, por sua vez, apresentou uma ligeira oscilação negativa, passando de 44% para 42%. Essa movimentação sugere uma estabilidade na percepção dos brasileiros em relação ao governo Lula. A pesquisa, realizada por telefone, ouviu 2.500 entrevistados em 229 municípios do país, com uma margem de erro de dois pontos percentuais.

Avaliação do Governo Mantém Empate Técnico no Início de 2024

Ao comparar os resultados entre dezembro de 2023 e janeiro de 2024, a avaliação do governo federal permanece em empate técnico. No último mês, 35% consideravam o trabalho de Lula como ruim ou péssimo, enquanto 32% o classificavam como bom ou ótimo. Em janeiro, esses números evoluíram para 36% e 34%, respectivamente.

Apesar do leve aumento na aprovação, as pesquisas do PoderData sugerem que Luiz Inácio Lula da Silva ainda não consegue superar, fora da margem de erro, o teto de 51% de preferência que o elegeu à presidência em 2022. Desde janeiro de 2023, a avaliação oscila dentro da margem de erro, indicando um desafio para o presidente.

Variações na Avaliação desde o Início do Mandato de Lula

O instituto PoderData monitora a avaliação ao governo federal desde janeiro de 2023. O maior índice foi registrado no primeiro mês da gestão, atingindo 52%. No entanto, a avaliação de bom ou ótimo caiu de 43% na primeira pesquisa para 36% no último levantamento, revelando flutuações desde o início do mandato.

A pesquisa destaca diferenças na aprovação entre católicos e evangélicos. Entre os católicos, 59% aprovam a gestão de Lula, em comparação com 35% de desaprovação. No segmento evangélico, os índices demonstram 29% de aprovação e 58% de rejeição. Nota-se uma redução de 4 pontos percentuais na desaprovação entre os evangélicos desde o mês anterior.

Metodologia da Pesquisa

A metodologia adotada pelo PoderData utiliza a base de dados demográficos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para produzir a amostragem. O perfil dos entrevistados é elaborado considerando variáveis como sexo, etnia, escolaridade, idade e renda familiar, garantindo uma análise precisa e abrangente.

Diante dos resultados apresentados, o governo Lula enfrenta desafios em manter e ampliar a aprovação. As oscilações indicam a necessidade de estratégias consistentes para conquistar a confiança dos brasileiros e superar as barreiras políticas. A pesquisa PoderData oferece uma visão detalhada da opinião pública, servindo como base para futuras análises e ações governamentais.