TV Estatal Confirma Morte do Ditador do Irã, Ebrahim Raisi, em Queda de Helicóptero

Helicóptero com Ebrahim Raisi Cai Durante Voo Oficial no Azerbaijão Oriental

O presidente iraniano, Ebrahim Raisi, faleceu aos 63 anos em um acidente de helicóptero, conforme informou a TV estatal do Irã nesta segunda-feira (20). Raisi, eleito em 2021 e com mandato previsto até 2025, era uma figura central no cenário político iraniano, sendo visto como um protegido do líder supremo, aiatolá Ali Khamenei, e possível sucessor.

Acidente Atribuído a Más Condições Climáticas

Segundo a imprensa oficial, o acidente ocorreu no domingo (19) devido a condições climáticas adversas. O helicóptero, que transportava Raisi e outras autoridades, caiu em uma região montanhosa entre as aldeias de Pir Davood e Uzi, na província iraniana de Azerbaijão Oriental, aproximadamente 600 quilômetros a noroeste de Teerã.

Na manhã do acidente, a TV estatal iraniana relatou que a aeronave realizou um pouso forçado perto de Jolfa, cidade na fronteira com o Azerbaijão. Raisi estava na região para inaugurar uma barragem com o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev.

Esforços de Resgate e Reações Internacionais

As operações de busca foram prejudicadas pelo mau tempo na região. A agência de notícias da República Islâmica (IRNA) informou que o helicóptero caiu ao tentar aterrissar na região de Varzaqa. Durante as buscas, um oficial iraniano declarou à Reuters que as informações sobre o acidente eram preocupantes.

O chefe das forças armadas iranianas, Mohammad Bagheri, ordenou o uso de todos os recursos militares e da guarda revolucionária nas operações de resgate. Líderes internacionais, como Ilham Aliyev e autoridades da Rússia e da Turquia, enviaram aeronaves, drones e socorristas para auxiliar nas buscas e expressaram suas condolências.

Quem Era Ebrahim Raisi

Ebrahim Raisi assumiu a presidência do Irã em 2021. Conhecido por seu turbante preto e manto religioso, ele se apresentava como defensor das classes desfavorecidas e um “paladino anticorrupção”. Sua trajetória política inclui um período como líder do judiciário iraniano, onde enfrentou acusações de abusos de direitos humanos, especialmente por sua participação na execução em massa de dissidentes em 1988.

Raisi, considerado ultraconservador, venceu as eleições presidenciais de 2021 com mais de 62% dos votos, afirmando sua popularidade entre os eleitores iranianos. Seu mandato, que terminaria em 2025, prometia continuidade às políticas conservadoras do regime.

Impacto Político e Sucessão

Com a morte de Raisi, o primeiro vice-presidente deve assumir interinamente e convocar eleições em até 50 dias, conforme estipulado pela constituição iraniana. Este processo de sucessão será crucial para a estabilidade política do país e poderá definir o futuro da política iraniana.

A morte de Raisi ocorre em um momento sensível para o Irã, que enfrenta desafios internos e externos significativos. Sua ausência deixa um vazio de liderança e pode desencadear uma luta pelo poder entre diferentes facções dentro do governo iraniano.

Conclusão

O falecimento de Ebrahim Raisi representa uma mudança significativa no cenário político do Irã. Como presidente, ele era uma figura central, e sua morte em um trágico acidente de helicóptero levanta questões sobre a estabilidade futura do país. A resposta do governo iraniano e a gestão da transição de poder serão observadas de perto por analistas e líderes internacionais.

Esta reportagem está em atualização, e mais detalhes serão fornecidos conforme novas informações forem divulgadas.